Quase todo mundo já se irritou com um serviço de assistência técnica de má qualidade, mas no caso desse indiano, o nervosismo resultou em um smartphone da Samsung destruído. Um cliente comprou um Galaxy A7 por 260 euros, mas não ficou muito satisfeito com o produto e a assistência técnica da empresa.

O mercado indiano é importante, porque é gigantesco. Logo, a qualidade de apoio ao cliente naquele país é algo fundamental para o sucesso de qualquer marca. Na verdade, em qualquer lugar do mundo o serviço de atendimento ao cliente é importante. Mas não queira irritar um cliente do segundo maior mercado global.

Não foi esse o caso.

O cliente teve problemas com o seu Galaxy A7, e como qualquer pessoa faria, se dirigiu para a assistência técnica da Samsung, onde o pós venda parece não ter cumprido com o prometido.

A assistência técnica cometeu o erro de dar uma previsão para solução do problema, afirmando ao cliente que o seu Galaxy A7 seria substituído, ou o valor pago seria devolvido… em apenas 7 dias. Porém, 15 dias depois, e o cliente não teve acesso a nenhuma das duas soluções propostas pela própria Samsung.

Então, ele não teve outra alternativa a não ser se render ao sentimento de raiva e frustração, destruindo o smartphone ao meio com as próprias mãos. Bom, o vídeo fala por si, mostrando a clara insatisfação do cliente. E nem precisa entender o idioma que ele está falando. Os gestos e a expressão facial são sinais universais de irritação e descontentamento.

O cliente atirou o Galaxy A7 contra a bancada, e depois dobrou ao meio, como se ele fosse o dono do canal JerryRigEverything no YouTube. Nem preciso dizer que o smartphone não passou pelo teste de dobra. O cliente arremessa o dispositivo mais uma vez contra a bancada, pegou as suas coisas e foi embora.

É claro que esse tipo de vídeo viraliza rapidamente. Porém, ninguém gostaria de estar na pele desse cliente (e, principalmente, na pele de um dos atendentes dessa Customer Service da Samsung).