Como ver a cache de uma página web (agora que o Google está eliminando o método atual)

Compartilhe

Recentemente, o Google retirou os links que permitiam visualizar a cache de uma página web junto aos resultados da pesquisa. Isso permitia que os usuários visualizassem os conteúdos antigos de uma página antes de sua natural (ou proposital) atualização de dados.

Isso já era esperado e previamente anunciado pela gigante de Mountain View, e faz para de suas mudanças para otimizar a experiência de uso, ao mesmo tempo em que reforça suas defesas para eventuais questões legais.

Porém, apenas os links desapareceram. O Google ainda armazena temporariamente a cache, exigindo agora o conhecimento da URL específica. E neste artigo, mostramos como você pode seguir consultando esses dados que, em teoria, não podem mais ser acessados com tanta facilidade.

 

Como acessar a cache de uma web, através de um link do Google

Tudo o que você precisa é ter uma URL específica do google para consultar o cache de qualquer site na internet. O procedimento é relativamente simples e acessível para qualquer pessoa, desde que ela saiba que o truque existe.

Basta você inserir este endereço no seu navegador web: https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:nomedosite. É só substituir o termo “nomedosite” pelo site que você quer visualizar a cache

Como resultado, você vai visualizar a versão salva pela última vez neste mesmo website.

É importante lembrar que o método atual de acessar a cache via Google tem seus dias contados, pois a empresa planeja eliminá-lo em breve. A medida é justificada pela diminuição das situações em que as páginas não carregam corretamente, tornando esse recurso menos relevante nos dias de hoje.

 

Wayback Machine é uma interessante alternativa

Além da visualização da cache por link, outra opção para ver versões antigas de uma página é o Wayback Machine, um recurso integrado ao site The Internet Archive que é muito competente neste aspecto.

O site permite explorar diferentes momentos da evolução de uma página ao longo do tempo, oferecendo um calendário com datas marcadas. De tempos em tempos, a plataforma salva a cópia de um site para fazer o registro de sua aparência e dados apresentados.

É como se fosse um “print screen” de como a página web estava em um dia específico, onde qualquer usuário pode voltar no tempo e visualizar aquela plataforma da mesma forma que ela estava naquele dia em questão.

Basta escolher uma data específica no calendário do Wayback Machine. Essa funcionalidade proporciona uma exploração interessante das mudanças de design e conteúdo ao longo do tempo de um site.

Se o Google remove a alternativa de consulta da cache de uma página web, ao menos a solução do Wayback Machine é válida o suficiente para quem deseja voltar ao passado da internet.

Vale a pena gastar algum tempo na visita para conhecer as suas propriedades.


Compartilhe