Compartilhe

O saudosismo e a cultura retrô nunca estiveram tão em evidência no mundo da tecnologia. A impressão que fica é que todo mundo ficou com saudades de tudo o que já viveu um dia, e um outro grupo gigantesco quer experimentar aquilo que nunca testemunhou, já que não era nascido na época.

Se bem que a dica desse post não deve atender aos anseios dos millennials, mas sim aos desejos dos usuários de computador mais jurássicos (eu, inclusive), que querem de alguma forma voltar a ter a experiência do Windows XP, lançado em 2001.

Nossa… estamos em 2020… quanto tempo passou…

Fato é que o menu Iniciar do Windows se tornou polêmico depois do lançamento do Windows 8, que foi onde ele desapareceu. A interface Modern não foi bem aceita pelos usuários que ainda utilizavam o sistema operacional com teclado e mouse, e não pela tela touchscreen.

A Microsoft ouviu o clamor desse povo (fabricantes e usuários), e devolveu o botão Iniciar no Windows 8.1. Com o advento do Windows 10, ele foi revisado mais uma vez para devolver o seu status original, mas combinando com a Modern e as suas Live Tiles, marca registrada do (finado) Windows Mobile.

Porém, as Live Tiles foram projetadas para smartphones, e não para desktops. Colocá-las no Windows 8, 8.1 e 10 foi uma forçada de barra da Microsoft, e obteve resultados nefastos e críticas furiosas dos usuários.

Agora, o Windows 10 entrega o menu iniciar mais próximo do clássico, longe do horrível Windows 10, mas que ainda não do jeito que os usuários tanto amavam no Windows 7.

Mas existe uma solução para tudo nesse mundo…

 

 

 

Como usar o Menu Iniciar do Windows XP no Windows 10

 

 

Milhões de soluções de terceiros ficaram disponíveis para os nostálgicos e inconformados. O Classic Shell é, provavelmente, a solução mais bem sucedida, além do seu fork, o Open Shell, mas existem várias outras soluções que entregam propostas similares.

Nesse post, temos mais uma dessas soluções. Seu diferencial é ser inspirado no Windows XP, e ele não substitui o menu Iniciar do Windows 10, mas funciona como um aplicativo autônomo.

É o Spencer, que tem apenas 971 KB de tamanho e foi atualizado para a versão 1.22. Ele é adicionado à barra de tarefas, e ao clicar no seu ícone, ele exibe os itens do menu, o painel de controle, a linha de comando e a caixa de diálogo Executar.

Seu uso é bem simples:

1) faça o download do aplicativo.
2) Navegue até a pasta onde o aplicativo foi salvo no computador com o gerenciador de arquivos.
3) Clique com o botão direito do mouse na barra de tarefas executável e selecione o item para criar um atalho na barra de tarefas.

 

 

Você pode arrastar o botão para a posição da barra que melhor se adapta ao seu uso, ou pode definir uma chave de atalho nas propriedades do ícone.

O Spencer é gratuito, portátil e mantém o menu Iniciar do Windows 10 intacto.

 

 

Vale lembrar que a própria Microsoft está preparando um menu iniciar estático que vai remover as Live Tiles, apostando apenas nos ícones. E, dessa forma, a Modern UI vai trabalhar em qualquer tipo de dispositivo, o que não é uma tarefa muito fácil.


Compartilhe