Compartilhe

Em um momento onde a maioria dos navegadores implementa várias regras de acesso e permissões para impedir que os sites mal intencionados abusem da paciência dos usuários (sem falar na prevenção de roubo de dados), muitos usuários podem ficar surpresos pelo fato de qualquer site poder adicionar um motor de pesquisa ao navegador, sem qualquer tipo de indicação de que isso foi feito.

Os usuários do Chrome podem verificar de forma simples quais motores de busca foram adicionados na área de pesquisas do Chrome. Basta clicar com o botão direito na omnibox e escolher a opção de edição dos motores de busca do navegador.

Você certamente vai encontrar motores de busca como Google, Yahoo! e Bing, mas também vai localizar outras dezenas ou centenas de entradas desconhecidas. Você pode criar atalhos manuais para acelerar algumas pesquisas em sites específicos (por exemplo, para realizar automaticamente pesquisas de filmes no imdb), mas o Chrome cria motores de pesquisa automatizados para vários sites que você visitou ao longo de sua vida utilizando o navegador.

Praticamente todos os sites que você visita e contam com uma caixa de pesquisa serão adicionados pelo Chrome aos seus motores de busca. Na maioria das vezes isso é feito sem você saber, o que pode ser frustrante, pois em alguns casos o resultado da pesquisa é direcionado para a pesquisa do próprio site.

 

 

O absurdo aqui é o que Chrome não deixa opção para que os atalhos sejam criados automaticamente. Mesmo que você queira bloquear esse comportamento (no mínimo deveria perguntar ao usuário antes de criar o atalho), você não consegue fazer isso. A única opção minimamente razoável passa pelo uso da extensão Don’t Add Custom Search Engines.

Fica a pergunta: quanto tempo mais será necessário para que os usuários comecem a fazer barulho para todo esse lixo acumulado no Chrome (que a maioria nem sabe que está acumulando), para que tal opção de remoção dos motores de busca se torne nativa no navegador da Google?


Compartilhe