Compartilhe

A bateria é um componente fundamental para qualquer dispositivo móvel e, em particular, em um msarpthone. Mesmo com melhorias tecnológicas nesse sentido, nenhuma solução compensa o aumento de consumo e a maioria dos modelos chegam ao final do dia com problemas.

Nesse post, vamos apresentar algumas dicas que podem prolongar a vida útil de seu smartphone ou tablet longe da tomada. Pode não resolver o problema como um todo, mas ao menos ameniza nos momentos em que você mais precisa ter aquele dispositivo funcionando.

 

 

Como melhorar a autonomia de um smartphone ou tablet

Todas as dicas tem como objetivo principal reduzir o consumo de energia para alcançar o final de um dia de uso sem maiores problemas.

 

 

Limite o brilho da tela

A tela é o item que mais consome bateria em um smartphone. Mas você pode utilizar a função de brilho automático que utiliza o sensor de luz ambiente para ajustar o nível de brilho, ou realizar esse controle manualmente, e prolongar o tempo de funcionamento do dispositivo.

 

 

Moderar a conectividade

Só deixe itens como GPS, Bluetooth, 4G e NFC ativos quando você realmente precisar deles. Conexões compartilhadas onde o seu smartphone atua como um ponto de acesso também gastam muita bateria, assim como as conexões permanentes aos wearables que usamos todos os dias.

 

 

Use planos de energia

Android, iOS e Windows oferecem administradores que ajudam a melhorar a duração da bateria com modos de economia de energia. Esses modos devem entrar em ação quando o nível de carga de sua bateria entrar em uma margem mais crítica.

 

 

Cuidado com Widgets e Temas

Os mini aplicativos e temas visuais instalados consomem muita bateria. Você realmente precisa ver nuvens passando o tempo todo na tela do seu smartphone? Racionalize o seu uso e ajuste o intervalo. O mesmo vale para alguns temas, fundos de tela animados ou similares.

 

 

Revise sincronizações e automatismos

Reduze o número de serviços que usam a sincronização automática de dados. Quando você precisa aumentar a autonomia de bateria, aumente o intervalo de atualizações ou obtenha a informação manualmente.

Também vale a pena controlar as sincronizações de dados com os serviços na nuvem, contatos, música, filmes e livros. Desative todas as sincronizações que não são essenciais.

 

 

Desinstale aplicativos

Alguns aplicativos pré-instalados no dispositivo são lixo desnecessário executando em segundo plano, o que reduz o desempenho e ocupa espaço, além de penalizar a autonomia. Revise e elimine todos os apps que você não usa.

 

 

Ajustes inteligentes

Alguns controles de movimento e gestos são úteis. Outros, questionáveis. Mas todos gastam bateria. Vibrações, notificações e retroalimentação háptica são itens supérfluos e que podem ser desativados.

 

 

Bloqueie a tela

Ajuste o tempo de suspensão da tela por inatividade ao mínimo. Por que você quer a tela ligada quando não está utilizando o smartphone?

 

 

Ajuste avançado de tela

O ajuste do brilho da tela é algo fundamental para aumentar a autonomia de qualquer smartphone. Mas alguns softwares podem reduzir ainda mais esse brilho, inclusive abaixo do permitido como padrão.

 

 

ROMs e kernels alternativos (avançado)

A oferta de ROMs alternativas é ampla para um grande número de dispositivos. Algumas são focadas no desempenho, e naturalmente gastam mais bateria. Os kernels (ou núcleos de sistema) podem ser bem otimizados, e vale a pena testar qual é a melhor solução para o seu equipamento.

 

 

Personalização de frequências de trabalho de CPU e GPU

Algo que também é permitido nos kernels personalizados, e que podem resultar em economia de bateria. Não funcionam da mesma forma nem com todos os dispositivos, e você precisa saber o que está fazendo. Porém, usuários avançados podem tentar essa solução, desde que o dispositivo em questão esteja com root.


Compartilhe