Quem não gosta de coisas de graça? Sim, os doidos. Mas a maioria racional quer coisas de graça, incluindo o Windows 10. Não pagar pelo sistema operacional da Microsoft pode ser uma vantagem para quem está com um baixo orçamento, já que o valor da licença é proibitivo.

Para não recorrer à pirataria, existem algumas formas alternativas para utilizar o Windows 10 de graça. E essas maneiras são bem simples e totalmente dentro da legalidade.

O primeiro passo é, claro, instalar o Windows de forma oficial, usando o disco do site da Microsoft. Porém, é depois desse passo que vem o problema: a instalação vai pedir o código de produto, que provavelmente você não tem.

Você até pode saltar esse passo, mas isso tem consequências relevantes na usabilidade do sistema.

Nesse post, mostramos como conseguir o Windows 10 de graça em 2019.

 

 

Método #1: usar um código de licença antigo

 

 

Se você tem um código de licença válido do Windows 7, Windows 8 ou Windows 8.1, essa é a sua solução: use o código desses sistemas operacionais na instalação, e pronto. Você tem o Windows 10 de graça.

Por outro lado, se o seu equipamento possui um código de ativação OEM (licença do Windows pré-instalada na máquina), também pode utilizá-lo sem problemas, sempre e quando o uso é no mesmo PC. Quem tem um computador que veio com Windows 8 ou 8.1, muito provavelmente o seu código de produto já está na BIOS do equipamento, o que torna a ativação totalmente automática.

A desvantagem é usar esse código em apenas uma máquina. Se você ativa um código do Windows 7 em dois PCs para instalar o Windows 10, um desses computadores ficará sem autenticação.

As versões correspondentes a cada instalação são:

– Windows 10 Home: código do Windows 7 Starter, Home Basic e Home Premium, ou Windows 8 Core e Windows 8.1 Core
– Windows 10 Pro: código do Windows 7 Professional, Ultimate, Windows 8 Pro ou Windows 8.1 Pro.

Para quem tem uma licença de qualquer versão Enterprise do Windows, o upgrade gratuito não está disponível.

 

 

Método #2: não ativar o Windows

 

 

Pode parecer contraditório, mas não é. Instalar o Windows 10 sem licença é algo bem mais simples do que foi no passado, e é possível utilizar o sistema operacional sem ativá-lo por anos.

Mas tem desvantagens: a clássica marca d’água no canto inferior direito, além de não permitir a personalização do desktop com cores diferentes, ou ativar o modo noturno do sistema operacional.

Mas há formas de saltar esses bloqueios. Você pode mudar o fundo de tela fazendo o clique com o botão direito em uma foto no navegador, e selecionar a imagem como papel de parede. Se você tem um fundo de tela na sua conta Microsoft, o sistema operacional vai usar essa imagem no Windows que não foi ativado.

Se você pode conviver sem a personalização, vale a pena usar o Windows 10 de graça sem ativação.

 

 

Método #3: obter o desconto escolar

 

 

Estudantes do ensino médio ou superior, ou pertencentes a uma instituição que está dentro do programa, podem ativar o Windows 10 Education de graça. O leque de universidades vinculados ao programa é limitado, mas é possível obter o Windows 10 através da sua escola ou universidade, sem maiores problemas.

O código de ativação é válido inclusive depois da sua formatura, e se você é professor nessas instituições, o desconto na cópia do Windows é de aproximadamente 90%. E o Windows 10 Education é muito melhor que o Windows Home ou Pro, sendo similar ao Enterprise.

 

 

Último recurso: pagar muito pouco pelo código do Windows 10

 

 

OK, não é uma opção gratuita, mas é a mais próxima disso pagando.

Vários sites vendem licenças digitais de várias versões do Windows, onde uma licença do Windows 10 Pro pode chegar a custar até 80% menos. É claro que tal método tem os seus riscos: o vendedor pode estar comprando ou revendendo os códigos de forma ilegal, ou que sejam licenças destinadas a outra coisa, como entidades governamentais ou educativas.

De qualquer forma, vale a pena você se informar e buscar alternativas em lojas físicas ou aquelas que oferecem alguma garantia no ato da compra.