Como a sua conta do WhatsApp pode ser roubada de forma bem simples

Compartilhe

O WhatsApp é o aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do mundo, e eu já escrevi sobre isso várias e várias vezes nesse blog, mas não é demais repetir: toda essa popularidade tem um preço. E pode ser alto se você não se prevenir.

A plataforma possui um sistema de encriptação de ponta a ponta (algo que é muito elogiado, mas que levanta dúvidas sobre a sua eficiência) que nem sempre é 100% seguro (e qual plataforma é?). Mas isso não é motivo para você não ser responsável com as suas contas nas redes sociais. E esse pensamento relapso por parte de alguns usuários pode ser uma porta escancarada para algumas pessoas simplesmente tentar enganar as outras.

 

 

 

Ser uma pessoa prudente é de fundamental importância

 

 

Eu sei que estou sendo repetitivo nesse assunto, mas por diversas oportunidades me deparei com casos de hackeamento de contas de WhatsApp com algumas pessoas aqui em Florianópolis e em outros locais do Brasil. Logo, nunca é demais reforçar algumas dicas de segurança e prevenção, para que mais pessoas possam tomar providências, evitando assim se tornarem vítimas de cibercriminosos.

A segurança no WhatsApp é algo que qualquer pessoa precisa ter como prioridade máxima durante o uso da plataforma, especialmente pelo fato de qualquer pessoa mais maliciosa poder roubar informações sensíveis, como números de cartão de crédito, nomes completos, endereços, documentos, números de telefone, senhas de acesso a outros serviços e vários outros itens.

Os hackers são pessoas que podem detectar falhas de segurança sem a necessidade de utilizar equipamentos informáticos caros ou gastar centenas de horas de programação na frente do computador. Você nem se dá conta sobre as formas que um cibercriminoso pode explorar a ingenuidade dos usuários menos experientes.

A educação e a informação é um ponto essencial para que os usuários mais ingênuos evitem cair em golpes, já que a conscientização permite que se conheça os riscos envolvidos e, dessa forma, cada um pode tomar as medidas necessárias para evitar ser vítimas de golpes.

Ironicamente, o recurso de dupla ativação que o cibercriminoso realiza nas contas dos usuários é (se o mesmo já está implementado) o melhor aliado que o usuário comum tem para evitar cair nesse tipo de golpe, que busca assumir o controle da conta do WhatsApp.

A forma que os hackers utilizam para roubar a conta é relativamente simples: ele faz a verificação do seu número de telefone utilizando o seu próprio telefone (o dele, não o seu), e sem que você tenha solicitado essa verificação de número, você vai receber o código de seis dígitos através de uma mensagem via SMS.

Depois, o hacker entra em contato com você, se passando por alguma pessoa que se equivocou, dizendo que mandou para o seu número o código de verificação.

Uma pessoa mais inocente ou de bom coração acaba passando o código, acreditando na história do cibercriminoso. Porém, ao fazer isso, ele está liberando o acesso da sua conta. Simples assim.

Logo, não confie em ninguém: jamais passe o seu código de comprovação de conta do WhatsApp para quem quer que seja. Isso é um golpe. Não caia nesse tipo de trapaça.


Compartilhe