Compartilhe

Recarregar um smarpthone é uma preocupação recorrente de muitos usuários. Emergências podem acontecer, e sua bateria pode acabar naquele momento onde você está longe do carregador. Logo, é mais do que recomendado que você conheça diferentes mecanismos de recarga da bateria do telefone.

Antes de continuar, devo deixar claro desde já que o último método, apesar de ser válido pela efetiva recarga concretizada, não é recomendada para a maioria dos usuários, pois pode ser perigoso se algo der errado.

Dito isso, vamos listar cinco métodos alternativos para recarregar o seu smartphone na hora do desespero.

 

 

 

Bateria portátil ou powerbank

 

 

Um gadget que salva vidas, pois você pode recarregar o smartphone em qualquer lugar, a qualquer momento, e sem depender da tomada para isso: basta ter um gadget que cabe no seu bolso.

É importante conhecer a eficiência da bateria externa de acordo com a amperagem e a velocidade de carga. Para isso, basta pesquisar as diversas opções disponíveis. A boa notícia é que, além de prático, é um produto barato e que se paga com muita facilidade.

 

 

 

Carregador solar

 

 

Recarregue o seu smartphone com a ajuda da energia limpa. Os carregadores solares são uma ótima opção para quem vai passar alguns dias acampando ou em locais que estão longe da eletricidade ou de uma tomada disponível com facilidade.

Hoje, os carregadores solares contam com preços acessíveis, mas contam com um inconveniente: mesmo com sua potência para enviar energia, sua velocidade para recuperar energia é bem lenta, pois ele basicamente depende de um bom dia de sol para funcionar com competência.

 

 

 

Use o carro para a recarga

 

 

Para muitos, é uma solução pontual, que tira o usuário do sufoco quando necessário. Para outros, já virou um costume, pois passam muito tempo dentro do carro. De qualquer forma, recarregar o smartphone no carro pode ser prejudicial e até perigoso para o dispositivo.

Muitos telefones ainda estão no padrão USB 1.0 ou USB 2.0 (os modelos mais novos já contam com USB 3.0), e a corrente elétrica recomendada para esses modelos é de 0.5 amperes. Logo, carregar o smartphone no carro normalmente é um processo bem lento, o que faz com que o telefone gaste mais energia para se manter funcionando. No final das contas, ele mais descarrega do que carrega no seu carro.

 

 

 

Carga reversa de outros smartphones

 

 

Uma nova tecnologia que está mais presente nos smartphones dos últimos dois anos. Você usa a energia da bateria de um telefone e compartilha com outro, seja pela conexão via cabo compatível com o processo de recarga reversa, seja pela aproximação dos dois dispositivos, com envio de energia por indução.

É um processo muito prático, mas tem um ponto negativo: nesse momento, são poucos os smartphones que contam com tal recurso. Apenas os modelos top de linha funcionam com a recarga reversa.

 

 

 

Carregar o smartphone com uma bateria

 

É o processo menos recomendado pelos especialistas. Aliás, eu não recomendo esse processo de forma alguma, e só estou colocando nesse post como item ilustrativo. Se você vai tentar esse recurso, está fazendo por sua conta e risco. Não me responsabilizo pelos efeitos colaterais que a sua tentativa pode produzir no seu smartphone.

O método consiste em colocar um clip metálico no polo negativo e unir o clipe à barra de metal da lateral de um carregador até a bateria do carro. Ao mesmo tempo, o outro extremo do carregador do carro deve entrar em contato com o polo positivo.

Dessa forma, a energia da bateria do carro é transmitida através do carregador até o seu smartphone.

É um método muito arriscado, com grandes chances de dar errado e ferrar com o seu dispositivo de forma permanente.


Compartilhe