Compartilhe

Muita gente gosta de realizar compras online, mas o grande problema desse formato é a insegurança na hora da entrega da encomenda. Por mais que muito se avançou nas medidas de segurança, ainda é possível que algum folgado venha a roubar o seu pacote.

Isso acontecia com o youtuber e ex-engenheiro da NASA Mark Rober. Ele recebia mensagens que garantiam a entrega dos pacotes, mas ele nunca recebia nada. Levando em conta que a “entrega” era basicamente deixar o pacote na porta da sua casa, algo bem comum nos Estados Unidos.

Câmeras de segurança confirmavam que ele estava sendo roubado, onde pessoas que passavam na rua no momento da entrega se aproveitavam da situação. E ele pouco podia fazer para evitar isso.

Bom, se ele não podia evitar os roubos, ao menos ele poderia dar uma lição nos ladrões. Mas não utilizou a força bruta para isso. Usou a inteligência: criou uma bomba de purpurina e elementos fétidos.

 

 

Como criar uma bomba contra ladrões de encomendas

 

 

Depois de seis meses de trabalho duro e de vários designs e protótipos, Rober terminou o seu projeto. Ele criou um pacote falso para pegar ladrões, que de longe parece uma caixa de um Homepod da Apple, produto caro e suficientemente atrativo para alguém tentar roubar. O que o ladrão não sabe é que a caixa esconde um dispositivo giratório que expulsa purpurina para todos os lados.

O dispositivo é deixado na porta como se fosse um pacote recém chegado. No seu interior, ele possui um acelerômetro que detecta o movimento, que por sua vez ativa um GPS que comprova que o pacote saiu da sua área de segurança. Quando tudo isso acontece, o sistema ativa quatro smartphones integrados em cada um dos lados da caixa, onde as câmeras começam a gravar a movimentação automaticamente.

Assim, fica mais fácil capturar o rosto do ladrão. É claro que, depois disso, é preciso recuperar os smartphones, e é aqui que começa a última fase do plano, com a bomba de purpurina. Um motor ativa um spray de gás fétido, abrindo o compartimento com a purpurina.

 

 

O resultado é uma bomba malcheirosa com purpurina que é liberada para todos os lados. E todo mundo sabe como é difícil remover a purpurina do corpo ou de um carro. Some isso ao cheiro, e a primeira reação do ladrão é se livrar rapidamente do pacote. E é aí que Rober pode recuperar o item, usando o GPS e obtendo os vídeos dos smartphones como evidência para a denúncia.

É engenhoso, mas pelo menos parece ser eficiente, e é isso o que realmente importa.

 

 


Compartilhe