Compartilhe

A plataforma de recrutamento de tecnologia HackerRank, composta por mais de 5 milhões de desenvolvedores (mais de 20% da comunidade global de desenvolvedores), realizou aos seus usuários várias perguntas interessantes. E entre todos eles, as principais linguagens de programação que esses desenvolvedores desejam aprender durante 2019 se destacam.

Os resultados da pesquisa respondida por mais de 70.000 profissionais de desenvolvimento de software foram publicados no Relatório de Habilidades do Desenvolvedor 2019, e revelam que a principal linguagem de programação que eles querem aprender este ano é a Go.

 

 

Go, Kotlin, Python e TypeScript

Esta linguagem é inspirada pela sintaxe do C, também chamada golang, e foi desenvolvido pela Google em 2007 e criado por Robert Griesemer, Rob Pike e Ken Thompson. No momento, ela é suportada em diferentes tipos de sistemas UNIX, incluindo Linux, FreeBSD e Mac OS X. Também está disponível no Plan 9.

A Kotlin, uma linguagem de programação de tipagem estática que funciona na máquina virtual Java e pode ser compilada em código fonte JavaScript, é a segunda opção de acordo com o Relatório de Habilidades do desenvolvedor 2019. É de responsabilidade da empresa desenvolvedora JetBrains, sediada na cidade russa de São Petersburgo, e é voltada para objetos de qualidade industrial, de acordo com seus criadores.

A terceira língua que os programadores mais é a Python. Essa linguagem, baseada em uma sintaxe que quer entregar um código legível, é gerenciada pela Python Software Foundation e possui uma licença de código aberto chamada Python Software Foundation License.

Outras línguas destacadas na pesquisa são R, Scala, Swift, Rust, Ruby e Haskell.

 

 

O TypeScript é a quarta linguagem de programação que os profissionais de desenvolvimento participantes da pesquisa escolheram. Livre e de código aberto, é desenvolvido e mantido pela Microsoft, e foi lançada em 2012.

Essa linguagem é um superconjunto de JavaScript que basicamente adiciona objetos de tipagem estática e baseados em classe ao que já é conhecido. Foi concebido pensando em grandes projetos e compilado em código JavaScript simples e limpo, que pode ser executado em qualquer navegador, em Node.js e em qualquer mecanismo JavaScript que suporte ECMAScript 3 ou posterior.

 

Via 2019 Developer Skills Report


Compartilhe