TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia As diferenças de uso da Xiaomi Mi Band no Android e no iPhone | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | As diferenças de uso da Xiaomi Mi Band no Android e no iPhone

As diferenças de uso da Xiaomi Mi Band no Android e no iPhone

Compartilhe

Quem tem uma pulseira Xiaomi Mi Band passou boa parte dos últimos anos acreditando que só era possível utilizar o dispositivo em smartphones Android. Porém, o tempo mostrou que é possível também vincular o dispositivo com um iPhone.

Pois bem, apesar dessa nova possibilidade de uso, é preciso também entender quais são as diferenças objetivas sobre a experiência de uso da Mi Band entre o Android e o iPhone.

Pode não parecer, mas existem diferenças objetivas e práticas sobre a experiência de uso das duas plataformas, e é importante ficar atento às essas diferenças, principalmente para quem possui dispositivos dos dois sistemas operacionais.

 

 

 

As principais diferenças entre uma Mi Band com Android ou iPhone

Apesar dos dois sistemas operacionais precisarem da Mi Fit para realizar os ajustes e as quantificações dos dados na Mi Band, a principal mudança neste aspecto não está no aplicativo ou na sua experiência de uso, mas sim o simples fato de serem sistemas operacionais completamente diferentes.

O aplicativo da Mi Fit foi desenvolvido com as mesmas funções para as duas plataformas, oferecendo assim a mesma experiência de uso. Ou seja, a grande maioria dos usuários pode ficar tranquilo, pois a curva de aprendizado em caso de troca de sistema operacional será a menos traumática possível.

As pequenas diferenças que você pode encontrar nas duas versões dos aplicativos estão nas poucas mudanças que os desenvolvedores seguem integrando em cada um dos aplicativos. Normalmente as novidades chegam primeiro no Android, uma vez que este é o sistema operacional que conta com o maior número de usuários.

Porém, as principais funções do aplicativo, como a medição de pulsações, a saturação do sangue ou o controle do sono estão disponíveis nas duas versões do aplicativo, assim como as opções de personalização, com um leque maior de alternativas de customização para o Android.

Outra pequena mudança que merece ser mencionada está nas notificações. A Xiaomi Mi Band não funciona tão bem em todos os telefones Android neste aspecto, e você precisa ajustar vários parâmetros para evitar que a Mi Fit feche repentinamente, suspendendo assim o recebimento das notificações. No iPhone, esses problemas aparecem com uma frequência menor.

Nos dois casos, para seguir recebendo as notificações na Mi Band, basta abrir o aplicativo, tocar sobre a pulseira em uso em questão e desativar todas as restrições do aplicativo, escolhendo os apps que você quer receber notificações. No Android, é preciso também desabilitar também o sistema de economia de bateria que fecha o Mi Fit de forma contínua.

 

 

 

Conclusão

Entender as diferenças disponíveis no software Mi Fit nas versões para Android e iOS é fundamental para melhorar ainda mais a sua experiência de uso com a XIaomi Mi Band, considerando as diferenças existentes no aplicativo especificamente pensado para o funcionamento em sistemas operacionais diferentes.

Tudo bem que o universo de usuários que podem contar tanto com o iPhone como com um bom smartphone Android top de linha é relativamente pequeno. Mas isso não significa que este público não mereça ser contemplado ou atendido em suas necessidades em relação ao bom funcionamento do produto.


Compartilhe