Apple Pro Display XDR e Pro Stand chegam ao Brasil, e são absurdamente caros (é claro) | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Apple Pro Display XDR e Pro Stand chegam ao Brasil, e são absurdamente caros (é claro) | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Áudio e Vídeo | Apple Pro Display XDR e Pro Stand chegam ao Brasil, e são absurdamente caros (é claro)

Apple Pro Display XDR e Pro Stand chegam ao Brasil, e são absurdamente caros (é claro)

Compartilhe

Sabe aquele novo monitor da Apple, o Apple Pro Display XDR de 32 polegadas, que chega ao consumidor sem a sua base, que foi gourmetizada com o nome Pro Stand para custar US$ 999? Pois é… essa dupla dinâmica chegou no Brasil. E os preços… ah, os preços… você já pode imaginar que são risíveis.

Antes de continuar, eu quero agradecer a cada um de vocês, de coração. Porque, ao longo de 2019, este foi um dos posts mais acessados no TargetHD.net, pois muita gente também concluiu que era ridículo a Apple lançar um monitor caríssimo sem a base, que foi separada apenas para custar mais caro e aumentar as margens de lucro da empresa com produtos que não contam com uma grande margem de venda.

Eu não vou revisar nesse post as especificações técnicas desses produtos. Você pode conferir o que escrevemos na época do lançamento do Apple Pro Display XDR e do Pro Stand nos links indicados. Nesse texto, quero destacar o absurdo preço dos produtos no Brasil, e o quão ridículo é a proposta da Apple para esses produtos.

Especialmente no mercado brasileiro, onde a realidade é bem diferente daquela que encontramos nos Estados Unidos.

 

 

De novo, preços bizarros

 

 

A regra é a mesma do Mac Pro que comentamos mais cedo. Bem sabemos que o Apple Pro Display XDR é um monitor voltado para o segmento profissional de elite top p*c* das galáxias, pois é um monitor com tela Retina 6K de alta performance. Logo, já é um produto caro para os Estados Unidos, mas até mesmo para um segmento mais profissional ou empresarial, é um produto que pode “se pagar” com o passar do tempo (e com os trabalhos profissionais realizados nele).

Agora, para a realidade brasileira, um monitor, por melhor que seja, custar até R$ 53,999 no Brasil? O preço de um carro popular?

 

 

Se somar o preço do Mac Pro mais básico com o monitor Pro Display XDR mais básico, a conta com certeza ultrapassa os R$ 100 mil (tá, tem 10% de desconto para pagamento à vista, mas… francamente… quem tem coragem de pagar à vista por esses produtos?), o que é um valor elevado para qualquer empresa de médio porte no Brasil.

De novo: faça as contas, e mesmo que um empresário importe todos os produtos com o dólar a R$ 4.12 (cotação de 11 de dezembro de 2019), e você vai ver que a conta cai pela metade. Cotação alta, “fator Brasil” e a cotação que só existe no mundo da Apple não conseguem justificar um preço tão alto. para esses produtos.

 

 

Agora… o caso da base Pro Stand que nós chamamos de ridícula por custar US$ 999 nos Estados Unidos, custa R$ 8.699 no Brasil.

Vou repetir: uma base de monitor custa R$ 8.699 no Brasil.

Isso é ridículo!

Para quem não pode usar um adaptador VESA (se bem que é fácil encontrar uma base articulada para a mesa que custa infinitamente menos que essa base), a condenação fatal é comprar a tal da base da Apple a mais de R$ 8.600 no Brasil. Quem em sã consciência faz isso?

Ah, sim… a Apple também vende o adaptador para montagem VESA, mas obviamente custa muito mais caro do que um adaptador convencional.

Mesmo porque, se fosse diferente disso, não seria a Apple.

Preços dos produtos a seguir:

Pro Display XDR com vidro convencional: R$ 44.999 (US$ 4.999 nos EUA)
Pro Display XDR com vidro nano-texture: R$ 53.999 (US$ 5.999 nos EUA)
Pro Stand: R$ 8.699 (US$ 999 nos EUA)
Adaptador para montagem VESA: R$ 1.699 (US$ 199 nos EUA)

Mas… espere… ainda não terminou!

 

 

Precisa de um “pano de limpeza especial”?

 

 

Isso mesmo que você acabou de ler: o Apple Pro Display XDR precisa de um pano especial de limpeza. Isso mesmo: não é qualquer paninho que pode limpar esse monitor. Logo, fica esperto, pois se você usar o pano errado e riscar a tela do produto, você COM CERTEZA vai perder a garantia.

O Apple Pro Display XDR tem duas versões que se diferencia pelo tratamento de vidro: o modelo convencional (que custa “apenas” R$ 44.999) tem proteção básica para antirreflexo. Já o modelo mais caro (na bagatela de R$ 53.999) tem a nano-texture, pensado nos ambientes sem controle de iluminação, cuja textura é jateada no vidro em nível nanométrico para manter o contraste e dissipação da luz.

O modelo convencional até permite a limpeza da tela com pano de microfibra e pouca água. Já o modelo com nano-texture não pode utilizar água e outros líquidos para a limpeza, e você só pode utilizar o pano de microfibra que está disponível no kit de venda do produto. O negócio é tão sério, que a Apple recomenda que você entre em contato com a empresa para pedir um novo pano desses para substituir o antigo se você vier a perder o original. A empresa não informa por que você é obrigado a usar um pano de microfibra especial, muito menos se vai ter um custo adicional para o envio de uma segunda unidade desse pano (conhecendo a Apple, tudo indica que sim).

 

 

Ou seja, a Apple não se contenta em lançar produtos ridiculamente caros. Tem que avacalhar de vez com detalhes polêmicos e características específicas que questionam fortemente a validade dos produtos. De novo: você compra se você quiser, pois o dinheiro é seu. Mas fique ciente que está pagando caro demais por produtos que, na prática, não valem o quanto custa.

É dinheiro demais pelo status em ter um produto Apple na sua casa ou escritório.

 

 

Via Apple, Apple Suporte


Compartilhe