Compartilhe

Os tempos na Apple realmente são outros. É sinal que está tudo diferente por lá. Uma prova disso foi o que aconteceu em Las Vegas (EUA) recentemente.

Com a proximidade da CES 2019, várias empresas estão se preparando para apresentar as suas novidades nos setores de tecnologia e eletrônicos de consumo. Logo, é normal ver as marcas aproveitando cada centímetro do local para promover as suas ações na feira.

Porém, a Apple não está na CES 2019. Bom, pelo menos de forma direta e oficial. A gigante de Cupertino sempre saltou o evento de Las Vegas, mesmo porque durante muito tempo optou por participar da Macworld (que eu nem sei se ainda existe). E apesar de terceiros apresentarem produtos baseados na plataforma da Apple, não dá para dizer que é a mesma coisa de ter Tim Cook no palco comentando as novidades.

Porém, em 2019 e no meio de uma crise, a Apple decidiu marcar presença em Las Vegas no período da CES 2019, de alguma forma. Um grande cartaz publicitário foi instalado em um local não muito distante do Centro de Convenções que vai abrigar o evento.

O cartaz dá uma certa zoada na concorrência, utilizando a famosa frase “O que acontece em Las Vegas, fica em Las Vegas”, mas com a citação “O que acontece no seu iPhone, fica em seu iPhone”. Aqui, a Apple dá ênfase para a questão da privacidade que oferece em seus produtos e serviços para os seus usuários.

 

 

Durante muito tempo, a Apple foi firme defensora da privacidade, a ponto de enfrentar as autoridades norte-americanas para proteger as suas políticas. Já Google e Amazon contam com abordagens diferentes, uma vez que seus respectivos negócios estão baseados justamente em coletar muitos dados sobre os gostos e costumes de seus usuários.

Curiosamente (ou não), Google e Amazon contam com grande presença na CES 2019. Mesmo que não se espere muito das duas no que se refere a novos produtos, os seus assistentes digitais estarão presentes no hardware de terceiros.

E é isso o que a Apple tentou atacar na sua campanha publicitária.

Isso, e lembrar para todo mundo que o iPhone existe e que pode ser comprado pelas pessoas. É claro.


Compartilhe