Compartilhe

Apesar de ignorar os relatos das vendas dos novos iPhones ficarem abaixo do esperado pela própria Apple, é fato que o iPhone XR é o modelo com melhor desempenho nas vendas. A prova disso é a publicidade mais que agressiva, o que pode dar um sinal de certo ‘desespero’ por parte da empresa da maçã mordida.

Vamos olhar isso com calma. Além de disponibilizar um programa de compra específica para o iPhone XR, a Apple quer garantir que esse programa chegue a todas as pessoas, inclusive em canais que tradicionalmente eram dedicados para fins educativos e sem publicidade, como nas telas da Genuis Bar e nas lojas Apple Store, canais sociais, notificações via Apple Store e através das telas Today at Apple, que antes só exibia informações sobre os segmentos de cada loja.

A Apple tem todo o direito de usar todos os meios de comunicação para transmitir a mensagem que quiser. Mas a forma que faz isso passa uma imagem que não era bem isso o que a empresa pretendia. Nesse caso, o reforço da promoção no ‘desconto’ do iPhone XR não passou desapercebido, e a sensação que fica é que a Apple está preocupada ao ponto de ser mais agressiva em sua publicidade.

Pode ser também a face de uma nova Apple, que terá que aprender a conviver em um mundo onde as vendas de smartphones estão em queda, depois de quase uma década de vacas gordas. Talvez seja o momento perfeito para a empresa explorar melhor o seu plano de assinatura de iPhones, com uma expansão exponencial para os usuários que querem pagar uma mensalidade com direito a troca de dispositivo todos os anos (ou ficar com o telefone sem troca no final de dois anos de serviço.

O mercado de telefonia como um todo está mudando, e as mudanças para a Apple seriam inevitáveis. Especialmente com um mercado asiático tão forte e com preços tão agressivos. 2019 será interessante para verificar melhor se é mesmo uma mudança de comportamento.


Compartilhe