Compartilhe

A TIM e o C6 Bank fecharam uma parceria no começo de 2020 que agora começa a render os primeiros frutos. Com uma nova campanha de marketing, vieram os novos planos e ações promocionais. E nesse post, vou comentar um pouco sobre como é o novo plano Controle da operadora vinculado ao C6 Bank.

A parceria entre operadoras de telefonia móvel com bancos digitais ou fintechs é algo que está na moda. São formas de tentar aumentar a rentabilidade das empresas envolvidas, oferecendo produtos mais atraentes para os clientes.

Nesse caso em específico, vamos tentar descobrir se os assinantes da TIM estão saindo em vantagem com as novas propostas, ou se estão vinculados produtos que não são úteis para a maioria dos clientes da operadora de telefonia móvel.

 

 

 

Como é o novo plano Controle com cartão de crédito sem anuidade?

 

 

O novo plano Controle da TIM oferece 8 GB de dados móveis (4 GB nativos do plano + 4 GB de bônus por dois meses, caso o cliente abra uma conta no C6 Bank), que podem virar 10 GB com os 2 GB adicionais de bônus por 12 meses para os clientes que realizam a portabilidade a partir de outra operadora. Além disso, o cliente recebe um cartão de crédito do C6 Bank sem anuidade, por R$ 49,99 mensais.

Os 8 GB totais estão garantidos se o cliente da TIM realizar o pagamento da fatura de sua conta Controle através do C6 Bank. Esse bônus do banco digital tem validade de 30 dias.

Há uma certa confusão na divulgação do novo plano Controle da TIM, pois a operadora anuncia o mesmo com 8 GB, mas não deixa muito claro que são 4 GB nativos + 4 GB de bônus e, ainda assim, com o pagamento da fatura no C6 Bank, e não de forma automática.

 

 

 

Vale a pena?

 

Não podemos culpar a TIM e o C6 Bank por tentar uma abordagem diferente. São duas empresas que atuam em segmentos de mercado diferentes, mas que estão trabalhando juntas para conquistar um público maior do que aquele que ambas já possuem.

Nos números, a proposta parece ser interessante. Afinal de contas, são 8 GB de dados por R$ 49,99 mensais. Só é preciso ter atenção para as letras miúdas do plano como, por exemplo, o fim do zero rating para os serviços do WhatsApp, que até pode não fazer diferença para alguns usuários, mas para a grande maioria pode ser uma forma de chamar a atenção para preços mais competitivos, e isso normalmente funciona.

Outro fator a ser considerado é que muitos desses usuários que vão apostar no novo plano Controle da TIM devem acabar com uma conta digital do C6 Bank. Porque é gratuita, funciona bem e oferece vantagens interessantes para os clientes da operadora de telefonia móvel.

Quem sabe a proposta também acabe valendo a pena para quem está querendo ter mais um cartão de crédito sem anuidade (nada sai de graça nesse mundo, o que me leva a crer que a aprovação desse cartão vai depender de algum processo de aprovação), algo que é de muito interesse de muita gente.

No final das contas, pode até ser que você acabe se interessando pelo novo plano TIM Controle por esses motivos mencionados no post ou outros que não abordamos. Mas é importante ver como fintechs e operadoras de telefonia móvel estão se unindo para diversificar e ampliar público.

Vamos olhar com atenção para essa e outras parcerias dentro desses segmentos. Podem aparecer coisas bem interessantes em um futuro a médio e longo prazo.

Se eu vou assinar esse plano?

Não. Eu já tenho uma conta no C6 Bank (e sou feliz com ela… quem sabe um dia eu escrevo aqui no blog sobre a minha experiência com essa fintech), e não guardo boas recordações da TIM. Mas não vou tentar impedir você em assinar o plano. Até recomendo, mas não é para mim.

 

 

Via Minha Operadora


Compartilhe