Compartilhe

Detesto ser o cara que vai jogar água no chope da galera… e eu não faço isso porque chope para mim não faz a menor diferença (eu não consumo bebidas alcoólicas, e não julgo quem faz isso).

Durante muito tempo, eu fui um daqueles usuários que pedia e implorava por um WhatsApp multi-dispositivo, e o mais próximo que eu consegui disso foi o WhatsApp Web e, mesmo assim, não era possível deixar o smartphone longe do computador. Basicamente era fazer o mesmo que o Telegram já faz, e nada mais.

Eu tinha esse pensamento. Tinha.

 

 

Você deveria priorizar a privacidade

 

 

Oferecer a possibilidade de utilizar o WhatsApp em dois dispositivos ao mesmo tempo pode ser algo mais que bem vindo para vários usuários com necessidades avançadas ou empresas que precisam trabalhar com mais de um funcionário interagindo com os seus clientes. E isso seria mais que bem vindo.

Porém, com os últimos acontecimentos, eventos e incidentes envolvendo os vazamentos de dados dos usuários (você está lendo jornais ou sites de notícias, ou pelo menos está assistindo algum noticiário?), recursos como um WhatsApp funcionando em vários dispositivos pode não ser uma boa ideia para alguns usuários.

Por incrível que pareça.

Os serviços de redes sociais e comunicadores instantâneos estão sofrendo de dois grandes males nos últimos tempos: a venda de dados dos usuários e a violação de privacidade. O Facebook que o diga: passou boa parte de 2018 envolvida em escândalos nesses temas, incluindo violações e vendas de dados de usuários. Tudo isso resultou em uma multa histórica e recorde de US$ 5 bilhões e várias alterações nas suas políticas de privacidade.

E… eu preciso lembrar a quem pertence o WhatsApp?

Então…

 

 

O mesmo WhatsApp funcionando em vários dispositivos: será mesmo uma boa ideia?

 

 

A ideia em si é boa. Eu continuo a defender o uso de uma ferramenta em múltiplos dispositivos. Só entendo que este não é exatamente o melhor momento para anunciar o desenvolvimento dessa proposta.

O Facebook (repito: dona do WhatsApp) sofre de uma grande crise de credibilidade, e precisa passar para os seus usuários a segurança que tudo vai funcionar dentro de uma plataforma efetivamente segura na proteção dos dados, ou pelo menos confiável para que as pessoas se interessem pelo recurso.

Caso contrário, mais vazamentos de dados vão acontecer, e muitas mentes maliciosas vão se beneficiar de possíveis brechas de segurança. Sem falar nas tentativas de fraude no WhatsApp, que fatalmente vão aumentar.

Não quero ser do contra. Mas não consigo ser a favor do WhatsApp em vários dispositivos ao mesmo tempo nesse momento.


Compartilhe