A IBM quer desafiar a lógica com um conceito de smartwatch que, no papel, parece bem, mas que não sabemos se seria muito prático na prática. A patente mostra um relógio inteligente que poderia ampliar o tamanho de sua tela até ter o tamanho de um smartphone ou tablet.

 

 

Um relógio modular com tela que aumenta para várias telas

 

 

A patente solicitada em 2016 mostra um relógio inteligente com tela principal quase sem bordas. A caixa do relógio seria mais grossa que a habitual, já que abaixo dela teria quatro compartimentos para armazenas as telas adicionais que se unem à tela principal.

Cada compartimento tem a capacidade para guardar até duas telas, entregando no total oito telas (contando a tela principal). Para ampliar o tamanho da tela, basta tirar uma das telas e montá-la sobre a tela do relógio, para assim aumentar o seu tamanho.

A patente da IBM menciona que, ao aumentar a tela, a interface se adaptaria para mostrar mais conteúdos. Aqui, temos dois tamanhos estabelecidos: um com quatro telas, que seria um tamanho de um smarpthone com quatro polegadas de largura por seis de altura, e oito telas para um tablet de 8 x 6 polegadas.

 

 

A IBM não especifica na patente como seria o sistema de acoplamento de cada tela, a conexão ou a energia. Também não fala de resoluções, ou se o sistema seria automático ou manual. Se for manual, dá para imaginar o caos que vai ser se você perder uma das telas.

Também não existem detalhes sobre a experiência do usuário. Só é mencionado que você pode contar com um par de alto-falantes e até conectividade para teclado e mouse sem fio. Alguns aspectos de uso para aplicativos e widgets são descritos, assim como o seu ajuste de tamanho, mas nada de detalhes técnicos.

Vale lembrar que isso é apenas uma patente de 2016 que foi aprovada em junho de 2019. Nada garante que o produto será real no futuro. Mas ao menos a ideia é atraente. Se vamos usar e se será prático no nosso dia a dia é algo que só deve ser respondido mais adiante.

 

Via Let’s Go Digital