Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » A bateria do smartphone pode explodir: mito ou verdade?

A bateria do smartphone pode explodir: mito ou verdade?

Compartilhe

De tempos em tempos, o tema volta a ficar em evidência. Já testemunhamos alguns episódios, além do famoso caso do Samsung Galaxy Note 7. Por isso, a pergunta que dá titulo ao post não apenas voltou, como continua muito relevante: será que o seu smartphone pode explodir?

Com tantos mitos no mundo da tecnologia, este poderia ser mais um para deixar os usuários mais leigos com medo. Por outro lado, estamos falando de um dispositivo eletrônico com bateria, e problemas podem acontecer.

E eu não vou enrolar mais. Vamos responder a pergunta agora.

 

 

 

A bateria do smartphone pode explodir?

Sim. Simples assim.

Smartphones são dispositivos de tecnologia, com partes eletrônicas que são alimentadas por uma bateria de lítio. E o trabalho de desenvolvimento, produção e fabricação de um produto como esse é complexo e gigantesco, independente do preço que esse telefone custa.

Porém, algo pode dar errado, tal e como todo mundo testemunhou com o caso do Galaxy Note 7. O smartphone era incrível, tinha tudo para ser um campeão de vendas na sua geração, mas uma falha de projeto fez com que componentes internos do dispositivo entrassem em contato com a bateria de forma incorreta, o que resultava em um curto-circuito do mesmo.

Resultado: algumas (na verdade, várias) unidades do Galaxy Note 7 começaram a soltar fumaça e, em alguns casos, explodir pela combinação dos fatores. A Samsung foi obrigada a retirar o produto do mercado, e esse foi um dos seus maiores fracassos comerciais.

Por isso (e por outros exemplos pontuais registrados por veículos especializados e em fóruns na internet), um smartphone explodir não é exatamente uma lenda. Caso contrário, todos os dispositivos não passariam por tantos testes antes de chegarem ao mercado.

 

 

 

As causas mais prováveis

Uma das causas já foi abordada neste post: os defeitos de fabricação.

Telefones que chegaram ao mercado com falhas de projeto ou com algum defeito de fábrica de série podem resultar em graves acidentes e, nesse caso, não há muito o que você possa fazer a não ser levar o dispositivo para a assistência técnica ou comprar outro smartphone.

Considere como outro fator determinante para a explosão da bateria de um smartphone a ação de elementos externos, como o contato acidental com líquidos e a sobrecarga de energia. Também não são tão incomuns os casos onde um pico de energia manda eletricidade a mais para um telefone conectado no carregador. E quando isso acontece, a perda é total.

Por outro lado, não podemos descartar a possibilidade do mau uso do dispositivo por parte do usuário, que pode expor o telefone a altas temperaturas, umidade, líquidos, quedas, pancadas e outros eventos que relevam um comportamento inadequado com o produto.

O principal perigo que você pode expor o seu smartphone e que pode resultar em uma explosão é a temperatura excessiva. Não é recomendado a exposição ou o uso do dispositivo com 40 graus Célsius ou mais, e isso é fácil de ser alcançado quando carregamos a bateria do telefone enquanto jogamos os nossos games favoritos.

Para resumir, o seu smartphone pode sim explodir. A boa notícia é que isso será altamente improvável se o dispositivo for de excelente qualidade de construção, e se você seguir as recomendações de uso dadas pelo fabricante.


Compartilhe