5 coisas que você deve saber antes de decidir entre Google Chromecast e Amazon Fire TV Stick

Compartilhe

Se você está pensando em comprar um dispositivo de streaming para a sua TV, uma das decisões mais importantes é escolher entre o Google Chromecast e o Amazon Fire TV Stick.

Esses são os dois dispositivos mais populares do mercado dentro de sua categoria, e cada um tem suas vantagens e desvantagens. Escolher aquele que melhor se encaixa com o seu perfil de uso é algo fundamental para valorizar o seu investimento.

Neste post, vamos comparar alguns aspectos relevantes que podem ajudar a você escolher aquele dispositivo de streaming que é o melhor para atender as suas necessidades.

 

O assistente virtual

O Google Assistente já vem integrado nos smartphones e tablets Android, o que facilita a conexão com o Google Chromecast. Você pode usar o seu dispositivo como controle remoto, inclusive interagindo com comandos de voz.

Já o Fire TV Stick interage com o Amazon Alexa, que é rápido nas respostas e pode interagir com outros dispositivos inteligentes, como tomadas, lâmpadas e alto-falantes. Se você já tem um Amazon Echo em casa, pode ser mais interessante integrar essa tecnologia na sua TV.

 

O controle remoto

Você até pode usar o seu smartphone para controlar os dois dispositivos, mas é muito mais prático utilizar um controle físico para essa tarefa. E neste aspecto, existem diferenças entre os dois modelos.

O controle remoto do Chromecast tem um design minimalista e elegante, com poucos botões e uma superfície lisa. Ele é leve e fácil de manusear, mas também pode ser escorregadio se você tiver as mãos suadas ou gordurosas.

Além disso, ele não tem botões dedicados para os principais serviços de streaming, como Netflix ou YouTube, o que pode ser inconveniente se você quiser acessá-los rapidamente.

Por outro lado, o controle remoto do Fire TV Stick tem um formato mais alongado e ergonômico, com uma textura emborrachada que evita que ele escorregue das suas mãos.

Ele também tem mais botões, incluindo alguns específicos para a Alexa, o volume, o mudo e os principais serviços de streaming. Isso pode tornar o seu uso mais fácil e rápido, especialmente se você quiser alternar entre diferentes aplicativos ou ajustar o som.

 

A publicidade veiculada

Tanto o Chromecast quanto o Fire TV Stick exibem publicidade em suas interfaces, mas de maneiras distintas.

O Chromecast tem uma interface simples e limpa, que mostra apenas um carrossel com os principais conteúdos disponíveis nos serviços de streaming que você assina.

No entanto, esse carrossel também inclui alguns anúncios de novos lançamentos ou ofertas especiais do Google Play Filmes ou do YouTube Premium. Esses anúncios são discretos e não interferem na navegação, mas podem ser irrelevantes se você não estiver interessado nesses serviços.

O Fire TV Stick tem uma interface mais colorida e dinâmica, que mostra vários menus e categorias para explorar os conteúdos disponíveis. Porém, é uma interface repleta de anúncios da Amazon ou de seus parceiros comerciais, que ocupam grande parte da tela.

Além disso, o Fire TV Stick reproduz vídeos publicitários ao ligar a TV ou ao mudar de aplicativo, o que pode ser irritante e consumir a sua banda larga.

 

O Max é relevante para você?

O Max merece um tópico dedicado, pois nem todos os dispositivos de streaming são compatíveis com esse serviço, o que pode limitar as suas opções.

O Fire TV Stick não tem um aplicativo oficial da Max, o que significa que você não pode acessar o serviço diretamente pelo seu dispositivo. Existem algumas gambiarras para instalar o app da plataforma, mas não é a mesma coisa de ter o software nativo para o serviço.

A única forma de assistir aos conteúdos da Max (HBO) no Fire TV Stick é usando o recurso de espelhamento de tela do seu celular ou tablet, que permite transmitir o que você está vendo no seu dispositivo móvel para a sua TV. E, mesmo assim, a experiência de uso não é a mesma de ter um aplicativo nativo.

Já o Chromecast tem um aplicativo oficial da Max, o que permite que você acesse o serviço diretamente pelo seu dispositivo, dispensando o espelhamento de tela. Dessa forma, a transmissão é de alta qualidade e sem interrupções.

 

Os jogos na nuvem

Tanto o Chromecast quanto o Fire TV Stick suportam jogos básicos, mas o destaque é para o jogo em streaming, que permite acessar títulos mais avançados através da nuvem.

O Chromecast é compatível com o serviço NVIDIA GeForce Now, que permite jogar centenas de jogos em alta definição e com baixa latência na sua TV. Você só precisa ter uma conta no serviço e um controle compatível, como o do Xbox ou do PlayStation.

O Fire TV Stick é compatível com o serviço Amazon Luna, que também permite jogar centenas de jogos na sua TV. Você precisa ter uma conta no serviço e um controle específico. Mas nem precisa se empolgar muito, pois o serviço não está disponível no Brasil.

O grande diferencial é que o Fire TV Stick não é compatível com o GeForce Now, obrigando o usuário a instalar manualmente o aplicativo do serviço no dispositivo através de métodos não oficiais. O processo é relativamente complexo, e pode resultar em problemas de desempenho ou segurança.


Compartilhe