Compartilhe

Com o objetivo de facilitar a transição dos usuários, a Microsoft confirmou que o Xbox Scarlett será compatível com os controles do Xbox One.

A notícia é positiva em diferentes pontos de vista. O primeiro é que aqueles que estão muito acostumados com o controle da atual geração não precisam passar por qualquer tipo de curva de adaptação para o controle do Xbox Scarlett, mantendo o controle original do novo console guardado.

Por outro lado, está aberta a porta para as partidas mulitplayer local sem a necessidade de custos adicionais. Quem tem um Xbox One já tem um controle. Sem falar que a Microsoft pode usar isso para vender packs do seu console de próxima geração sem um controle.

A Microsoft sempre teve o cuidado em manter a retrocompatibilidade com os seus produtos, resgatando jogos do Xbox original e do Xbox 360. Porém, esse suporte nos controles pode não apenas ser um gesto de benevolência, como também uma manobra para não prejudicar os usuários de controles Xbox Elite, que são caros. Uma eventual incompatibilidade forçada poderia gerar mais problemas do que soluções.

Mesmo com a existência de vários outros controles de qualidade oferecidos por diferentes fabricantes, o fato da Microsoft ter nas mãos uma potente divisão de consoles (além de ser a grande força dominante no segmento de PC gaming) naturalmente faz com que os seus controles sejam os mais utilizados do mercado, de modo que existem projetos como o xboxdrv que tem como objetivo tornar esses controles compatíveis com outros sistemas operacionais, incluindo é claro o (até então, em um passado não muito distante) “arqui inimigo” Linux.

 

 

Uma decisão inteligente

A Microsoft está entendendo como é importante agregar recursos ao seu novo console (que ainda nem chegou ao mercado). Tornar os controles do Xbox One compatíveis com o novo console é uma manobra inteligente, que fará com que alguns usuários olhem para o Xbox Scarlett com maior atenção e interesse.

 

Via Ubergizmo


Compartilhe