WiFi completa 20 anos, e continua a evoluir | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia WiFi completa 20 anos, e continua a evoluir | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | WiFi completa 20 anos, e continua a evoluir

WiFi completa 20 anos, e continua a evoluir

Compartilhe

O WiFi virou um padrão fundamental para a nossa vida conectada, e completa hoje 20 anos. Em 1999, a Wireless Ethernet Compatibiliy Alliance (WECA) apresentou o padrão sem fio 802.11b, o primeiro padrão WiFi adotado em massa pelos principais fabricantes e provedores de hardware.

Desde então, a forma em como nos conectamos na internet mudou de forma drástica, pois não precisamos de cabos para acessar a web, deixando tudo mais livre e mais barato. O WiFi evoluiu até alcançar o padrão WiFi 6 (802.11ax), que representa um importante avanço na velocidade, latência, capacidade, confiabilidade e eficiência energética. E os primeiros esboços do WiFi 7 já chegam.

 

 

A linha do tempo de evolução do WiFi

1997: Nasce a primeira versão do padrão 802.11.
1999: Várias tecnologias, incluindo a Aironet (mais tarde adquirida pela Cisco), criam a Wireless Ethernet Compatibility Alliance (WECA), onde em 30 de Setembro lança a norma 802.11b, conhecida como WiFi.
1999/2000: As primeiras placas WiFi estão incluídas nos computadores portáteis de consumo.
2002: A WECA torna-se a WiFi Alliance e a Cisco lança o programa gratuito Cisco Compatible eXtensions para que os produtos WiFi de terceiros funcionem de forma segura com as redes sem fios da Cisco.
2004: Primeiro voo comercial em que os passageiros puderam conectar-se a uma rede WiFi.
2009: Chega o novo padrão 802.11n (WiFi 4), multiplicando por 9 a taxa máxima de transmissão com tecnologia MIMO (de 54 Mbps para 450 Mbps).
2010: A tecnologia CleanAir da Cisco, incluída nos pontos de acesso Aironet 3500, detecta automaticamente interferências e direciona os usuários para outros canais.
2012: Uma em cada quatro residências em todo o mundo está conectada via WiFi.
2013: A norma WiFi 5 atinge uma velocidade máxima de mais de 1 Gbps.
2019: Chega a sexta geração, a WiFi 6, com uma base tecnológica semelhante à 5G. A Cisco completa vários testes de interoperabilidade com Broadcom, Intel e Samsung sobre WiFi 6 e valida o primeiro dispositivo WiFi 6 da indústria, o Samsung Galaxy S10, que funciona perfeitamente em redes Cisco WiFi 6.

 

Nesse momento, o WiFi é também o principal modo de acesso à internet das pessoas, em uma estrutura de rede que não deve parar de crescer nos próximos anos. Entre os seus múltiplos benefícios, estão uma maior facilidade para acesso aos conteúdos digitais e a flexibilização do posto de trabalho. Também podemos conectar todos os tipos de dispositivos em uma rede doméstica e empresas, incluindo os dispositivos da Internet das Coisas.

Nesse avanço, muito se espera do WiFi 6. Ele é 500 vezes mais rápido que a primeira versão do protocolo, oferecendo 400% a mais de capacidade e inclui inovações como a OFDMA, que permite a transmissão simultânea por múltiplos canais de dados. Por isso, é considerado o complemento perfeito para o 5G, e muito útil para áreas com alta densidade de conexões (aeroportos, arenas esportivas, hospitais, universidades, etc).

Nesses locais, a conexão móvel é complexa. Mas o WiFi 6 melhora a latência, permitindo uma utilização em tempo real. Algo imprescindível para fábricas e carros autônomos. E, de quebra, entregando um consumo de bateria quatro vezes menor que a atual.


Compartilhe