Um iPhone roubado em uma Apple Store não serve para nada | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Um iPhone roubado em uma Apple Store não serve para nada

Um iPhone roubado em uma Apple Store não serve para nada

Compartilhe

A Apple sabe muito bem se proteger dos roubos e furtos que acontecem em suas lojas. A empresa desenvolveu um avançado sistema antirroubo de iPhones para dissuadir os saqueadores da ideia de levar para casa os smartphones de suas lojas.

Durante as manifestações contra o assassinato de George Floyd (e pelo fim do racismo estrutural) nos Estados Unidos, alguns saqueadores se infiltraram no grande grupo de manifestantes pacíficos, e se aproveitaram da situação para saquear lojas, incluindo algumas unidades que vendem produtos da Apple. Porém, a ação dos criminosos não serve de muita coisa.

Mesmo com elevado valor que esses produtos da Apple possuem, na prática, os produtos ficam imprestáveis. Já faz um tempo que a gigante de Cupertino usa um sistema de segurança de proximidade, o que acaba desestimulando os ladrões de saquear as suas lojas.

 

 

 

Um sistema de bloqueio baseado na conectividade WiFi

 

https://twitter.com/onlyfanobtainer/status/1266933834064572416

 

Tim Cook (CEO da Apple) publicou uma mensagem no começo dos protestos, defendendo a luta contra o racismo institucional que é praticado nos Estados Unidos e em vários países do mundo (incluindo o Brasil). A Apple decidiu voltar a fechar as suas lojas em território norte-americano, dias depois de voltar a abrir as portas após a quarentena para conter a pandemia global, justamente por causa dos saques ocorridos durante os protestos.

A medida tem como objetivo proteger clientes e funcionários em suas lojas. Os produtos roubados conseguem se proteger com um software de segurança que detecta se o dispositivo está se distanciando da loja de forma irregular. Por não mais conseguirem se conectar com a rede WiFi da loja em questão, iPhone ou iPad roubado conta com um interruptor que bloqueia as suas funções.

Nas redes sociais, podemos encontrar exemplos da mensagem que é exibida pelos produtos quando detectam que já não se encontram próximos da loja. Os saqueadores podem ler que “Este dispositivo foi desabilitado e está sendo rastreado. As autoridades locais serão alertadas”.

Por outro lado, a Apple decidiu realizar doações para diferentes grupos de ação contra a injustiça racial. “Para criar uma mudança, teremos que reexaminar nossos próprios pontos de vista e ações à luz de uma dor que se sente profundamente, mas que normalmente nós ignoramos”, declarou Tim Cook em carta aberta.

 

 

 

Moral da história

 

Enquanto alguns lutam para acabar com o racismo estrutural, um verdadeiro câncer da sociedade que precisa ser extirpado, alguns meliantes tentam tirar vantagem do cenário de caos para cometer crimes.

E a Apple olha para os criminosos e, com um sorriso no rosto, diz “sabe de nada, culpado”. E segue defendendo as causas que realmente valem a pena.

 

 

Via Forbes, Bloomberg


Compartilhe