Uber admite que é culpado pelo aumento de engarrafamentos | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Uber admite que é culpado pelo aumento de engarrafamentos

Uber admite que é culpado pelo aumento de engarrafamentos

Compartilhe

Uma das promessas de serviços como Uber, Cabify ou similares é que, com menos gente dirigindo os seus próprios carros, menores serão os engarrafamentos. A lógica até pode ser discutível, mas na prática, a realidade é bem diferente: Uber e Lyft admitiram que seus serviços estão piorando o tráfego nas cidades.

O estudo conjunto analisou o impacto dos serviços de transporte compartilhado em seis grandes cidades norte-americanas: Boston, Chicago, Los Angeles, San Francisco, Seattle e Washington DC. E os resultados são bem diferentes do que o prometido.

 

 

Só piorou o trânsito, e a culpa é do Uber

 

 

Em algumas regiões, o impacto é mínimo, como em Seattle (+1.1%) e San Diego (+2.7%). Mas olhando para a porcentagem de milhas percorridas pelos veículos em zonas urbanas centrais, a coisa muda drasticamente.

Nas maiores áreas metropolitanas que rodeiam as seis cidades mencionadas, o impacto do Uber e do Lyft fica entre 1% e 3%. Mas no condado de San Francisco, os dois serviços representam um volume de tráfego de 13.4%. Em Boston, 8% e em Washington DC, 7.2%.

Podem parecer números baixos, mas as duas empresas estão afetando o tráfego das cidades mais do que o esperado, gerando assim mais engarrafamentos. O aumento desse tipo de serviço tem fator decisivo no aumento do tempo de deslocamento e queda da velocidade nas vias, e alguns estudos mostram que essas empresas podem representar até o dobro de volume de tráfego estimado inicialmente em cidades como San Francisco.

Vale lembrar que as viagens de carros de Uber e Lyft com passageiros representam 54% e 62% do total de tempo de deslocamento. Ou seja, boa parte das viagens ou é para pegar novos clientes ou para posicionamento em determinadas áreas da cidade para futuras viagens.

 

 

A resposta das duas empresas é que o uso do carro em âmbito privado é o motivo para os engarrafamentos. De acordo com Uber e Lyft, isso provoca entre 87% e 99% dos congestionamentos nas cidades.

O que é proposto nos últimos tempos é uma espécie de pedágio para os carros que entram nas áreas centrais das cidades, para aliviar o volume de veículos. E essa não é uma ideia nova: medidas semelhantes já foram implantadas em cidades como Nova York e Londres, e já demonstram ser eficientes para reduzir o uso do carro.

 

Via 9to5Mac, CityLab


Compartilhe