Compartilhe

A RAM é uma das partes mais importantes de qualquer equipamento informático, mas ela tem limites. É importante investir nesse item na hora da compra, mas também é fundamental cuidar dele no dia a dia, para não comprometer o seu bom funcionamento.

Nesse post, mostramos como você pode liberar RAM no Windows 10 com três truques simples, que podem ser utilizados quando o computador deixa de responder como deveria. Todos exigem o uso do Administrador de Tarefas para otimizar o funcionamento do PC e obter um funcionamento mais rápido e fluído.

 

 

 

Três modos para liberar RAM no Windows 10 via Administrador de Tarefas

 

Antes de tentar esses truques, abra o Administrador de Tarefas, pressionando as teclas CTRL + ALT + DEL. Vai abrir uma tela com várias opções, onde você deve escolher esse item para resolver o problema.

No Administrador de Tarefas, vá até a aba Desempenho, selecione Memória e verifique qual é a situação. Vá na aba Processos, e dê uma olhada nos aplicativos ou processos do sistema que mais consomem RAM.

Se fechar o aplicativo ladrão de memória não solucionar o problema, clique com o botão direito sobre o item devorador e clique em Finalizar Tarefa.

Se algum tipo de aplicativo está acumulando muitas informações durante o funcionamento (o que resulta em falhas no Explorador do Windows), podemos verificar isso na aba Processos e, se necessário, reiniciando a utilidade clicando no botão direito e clicando no item Reiniciar.

Por fim, a RAM pode ser consumida por programas que, por vários motivos, são inicializados com o sistema operacional quando ligamos o computador. Para resolver o problema, é preciso desabilitar essa função nas configurações, através do Administrador de Tarefas.

Para realizar tais modificações, vá na aba Início e observe os aplicativos que são executados na inicialização do sistema. Desmarque os itens que você não quer começando com o sistema operacional clicando com o botão direito do mouse no item e selecionando Desabilitar.

 

 

 

Um aviso importante

 

Para todas as três opções mencionadas nesse post, devemos ser plenamente conscientes do software cujo funcionamento será modificado, e que as dicas apresentadas aqui são uma simples ajuda que podem ajudar a resolver o problema de consumo de RAM no Windows 10.

Se a capacidade de sua RAM é muito limitada, adotar tais procedimentos muito provavelmente vão melhorar o funcionamento do sistema operacional de forma temporária. Com o passar do tempo, o seu Windows 10 vai voltar a apresentar sintomas de lentidão e paradas críticas.

Ou seja, não existem milagres aqui. Quando o seu hardware é mais limitado, não existe outra alternativa, a não ser adquirir um novo módulo de memória e atualizar o hardware do seu computador. Vale a pena considerar essa alternativa se os problemas voltarem a aparecer depois dos procedimentos de manutenção apresentados no post (e, principalmente, se você tem 4 GB de RAM ou menos no seu PC).

Fora isso, realize as modificações no seu Windows 10 com moderação. Não são procedimentos muito complicados, mas ter um pouco de consciência sobre o que você vai fazer nos ajustes do seu sistema é algo sempre bem vindo para evitar problemas no futuro.


Compartilhe