Sua página no Facebook pode dizer se você sofre de diabetes, ansiedade ou psicose | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Sua página no Facebook pode dizer se você sofre de diabetes, ansiedade ou psicose | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Sua página no Facebook pode dizer se você sofre de diabetes, ansiedade ou psicose

Sua página no Facebook pode dizer se você sofre de diabetes, ansiedade ou psicose

Compartilhe

A sua página do Facebook pode dizer mais sobre você do que você imagina. De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade da Pensilvânia e a Universidade de Stony Brook (EUA), o conteúdo de nossas publicações na rede social pode ajudar aos profissionais de saúde a detectar sinais de doenças como diabetes, ansiedade, depressão e psicose.

Em torno de 1.000 pessoas participaram do estudo, que utilizou uma técnica de coleta de dados automatizada para analisar o histórico completo das publicações dos usuários. Depois que os usuários aceitaram a monitorização de suas publicações, os investigadores analisaram a linguagem utilizada pelos mesmos e as estatísticas demográficas do Facebook em separado.

 

 

Os resultados do estudo

 

 

Repetir de forma sistemática palavras como ‘bebida’ e ‘garrafa’ é um claro indício de abuso de álcool por parte do usuário. Isso pode parecer bem óbvio, mas não é um fator isolado.

O estudo também indica que usuários que mencionam com assiduidade as palavras ‘Deus’ e ‘orar’, tem até 15 vezes mais chances de ter diabetes. Uso de termos depreciativos ou palavrões foi associado com o abuso de drogas e distúrbios mentais graves, como a psicose.

Esse não é o primeiro estudo do gênero a ser realizado. Em 2018, o mesmo time de pesquisadores realizou outro que sugeria que as nossas publicações nas redes sociais poderiam ajudar a prover o diagnóstico da depressão em até três meses antes de um diagnóstico médico.

As conclusões do estudo são muito mais precisas nos usuários que utilizam as redes sociais de forma regular. Por exemplo, se alguém está tentando emagrecer e precisa de ajuda para entender os hábitos alimentares ou padrões de exercícios que você deve modificar para conseguir isso, o médico pode analisar isso mediante as publicações da pessoa nas redes sociais.

O mais curioso de tudo isso é que, de acordo com o estudo mais recente, o Facebook pode ajudar a prevenir doenças mentais como transtornos de ansiedade. Porém, outros estudos recentes indicam exatamente o contrário: que essa rede social pode ser um foco de estresse e ansiedade para os usuários.

 

Via Science Daily


Compartilhe