Compartilhe

Centenas de licenças e códigos do Windows 10 Home e Windows 10 Pro são vendidas todos os dias em sites como Amazon, eBay e MercadoLivre por valores realmente ridículos, em comparação com os valores oficiais das licenças do Windows. A dúvida aqui está na autenticidade e origem dessas licenças. São piratas? Tem período de caducidade? Por que são tão baratas?

Vamos tentar responder essas e outras perguntas nesse post.

 

 

Essas licenças são tão baratas quanto parecem?

 

Sim. Tal e como as demais chaves, elas são distribuídas pela Microsoft, e são totalmente válidas para ativar a versão correspondente do Windows 10. Mas a grande diferença de preço está nas chaves OEM, que não podem ser distribuídas para terceiros, muito menos para usuários finais.

Pela sua natureza e razão de ser, as chaves OEM são distribuídas a organizações para ativar um número de equipamentos limitado. mediante acordo fechado entre as duas organizações. Se a empresa cliente vaza uma ou várias chaves de código ou o acordo entre as duas partes chega ao fim, a Microsoft vai invalidar o uso da chave de forma permanente, inclusive com as chaves que já estão ativadas.

É por isso que o Windows 10 deixa de ficar ativo em um determinado equipamento, obrigando o usuário a comprar uma licença Retail. A mesma política se aplica a outros produtos da Microsoft, e a regra é a mesma: qualquer chave OEM pode ser desativada na hora que um acordo é finalizado ou o período de ativação com a empresa ou entidade correspondente chega ao fim.

 

 

Licenças do Windows 10 OEM vs Retail: quais são as diferenças

 

As licenças Retail são códigos totalmente legais com distribuição não determinada pelo contrato. Sua venda é legal, e é todo o tipo de chaves que hoje a Microsoft vende em sua loja oficial e demais vendedores e distribuidores autorizados.

A diferença de funcionalidade entre um código OEM e um código Retail é que o segundo não pode ser utilizado em mais de um equipamento. Uma vez ativo, ele faz parte de um equipamento, com a chave salva na BIOS do equipamento em questão.

As chaves do tipo Retail podem ser usadas em quantos equipamentos você quiser, desde que não seja ativada em dois ou mais equipamentos ao mesmo tempo. Algo bem útil se queremos trocar de computador ou queremos ativar uma versão do Windows 10 de forma limitada, mas antes desativando o código original do computador de origem, para depois instalar o software no computador destino.

Por fim, enquanto as chaves OEM podem ser desativadas em qualquer momento por algum dos motivos citados nesse post, os códigos Retail ficam ativos para sempre, dispensando a aquisição de licenças complementares.


Compartilhe