O iPhone 8 foi o mais vendido em maio de 2018, derrotando o Samsung Galaxy S9 que, por sua vez, não consegue competir cabeça a cabeça com o smartphone da Apple.

Nos últimos anos, o smartphone top de linha da Samsung registrou recorde de vendas. Porém, os próprios smartphones começaram a perder o hype, com as vendas registrando quedas gradativas.

Isso está preocupando a Samsung, que deve lançar em 2019 pelo menos três versões do Galaxy S10. a versão ‘budget’, a versão base S e o modelo S+, com cinco câmeras (duas frontais e três traseiras), além de leitor de digitais na tela.

Esse modelo budget, de linha média-baixa, deve existir para rivalizar com Xiaomi e Huawei, que se aproximam de forma perigosa. O foco é diversificar (ainda mais) a divisão de smartphones da Samsung, sem falar nas mudanças internas no Galaxy Note 9.

Há quem diga que a Samsung vai implementar uma nova dinâmica na empresa para contornar os resultados decepcionantes em 2018. Afinal de contas, o Galaxy S9 é o smartphone top de linha com as vendas mais baixas da empresa depois do Galaxy S3.

Além disso, a cota de mercado da Samsung caiu 0.1%, enquanto que as fatias de Huawei e Xiaomi aumentaram 1.6%. Traduzindo: sinal de alerta ligado na Samsung.

As mudanças são conduzidas pelas mãos de Park Gil-Jae, novo líder global de desenvolvimento de hardware. Ele foi o responsável pelo desenvolvimento das linhas Galaxy S e Galaxy A.

A ideia dele é mudar o foco para as linhas média-baixa, lançando gadgets de todos os tipos, além da já citada expansão da linha Galaxy S.

Vamos esperar para ver se tudo isso traz os efeitos esperados pela Samsung.

 

+info