Compartilhe

Existe uma frase que causa verdadeiro pavor entre os usuários mais hardcores de PCs: computador pré-montado. Estou falando de desktops que contam com as suas especificações definidas pelo fabricante, que até funcionam para os usuários com objetivos mais genéricos no equipamento, mas que representam um pesadelo para os usuários avançados.

Um computador pré-montado não é um problema para quem tem um uso mais básico, e altamente recomendado para quem não tem profundos conhecimentos sobre o assunto. Mesmo porque a tecnologia precisa descomplicar as coisas, e os usuários que não contam com o conhecimento para customizar a sua máquina merecem ter o acesso simplificado a esses recursos.

Por outro lado, sempre que for possível, procure customizar o seu desktop de mesa, pois as dores de cabeça futuras serão menores, e a relação custo/benefício será mais vantajosa. Ter um controle maior sobre os componentes que você vai utilizar em um computador não é apenas ter liberdade e controle sobre o PC, mas também saber investir melhor em um produto que tem tudo para durar muito tempo com você.

Uma computador pré-montado pode limitar as suas possibilidades de atualização, e em muitos casos deixa o usuário condicionado às opções de upgrade do próprio fabricante. Muitos dos usuários mais velhos sabem disso, e são traumatizados até hoje com alguns fabricantes que adotavam dessa prática para segurar clientes.

 

 

Eu sei que muitos vão argumentar que montar equipamentos no estilo ‘Frankenstein’ é uma prática ‘old school’, muito ‘anos 90’. Mas pode ser bem vinda para quem quer usar um computador por vários anos, vivendo de atualizações de hardware pontuais.

Logo, se você sabe que vai utilizar o mesmo computador por muito tempo e pretende modificar as especificações técnicas do equipamento no futuro, fique bem longe do computador pré-montado. O sistema “faça você mesmo” ainda é o melhor para aqueles que consideram o seu PC um investimento a longo prazo.

Não só o seu bolso vai agradecer depois. A sua consciência também, já que as dores de cabeça serão muito menores.


Compartilhe