TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Por que manter o Safari sempre atualizado no iPhone? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Por que manter o Safari sempre atualizado no iPhone?

Por que manter o Safari sempre atualizado no iPhone?

Compartilhe

Atualizar aplicativos em um computador ou smartphone deveria ser a obrigação de todos, mas nem sempre é assim. Muitos usuários ignoram a importância em perder algum tempo nessa tarefa, e acabam comprometendo o seu dispositivo por puro desleixo.

No caso do iPhone ou iPad, a atualização do navegador web Safari pode ser algo crucial para a segurança desses dispositivos. O iOS e o iPadOS estão diretamente relacionados com este software neste aspecto, e a atualização do aplicativo reduz (e muito) as chances de problemas futuros.

Neste post, vamos apresentar os principais argumentos sobre a importância da atualização do Safari no seu iPhone.

 

 

 

Atualizar o Safari precisa ser a sua prioridade

O time da empresa de segurança Kaspersky revela maiores detalhes sobre a importância do Safari para o iOS e o iPadOS, já que o funcionamento desses dois sistemas operacionais é bem diferente dos demais. Aliás, o próprio aplicativo funciona de forma diferente dos demais navegadores web em outros sistemas.

Enquanto o Google Chrome funciona com o núcleo de código fonte a partir do motor v8 e o Mozilla Firefox trabalha com o motor Geckp, o Safari da Apple é baseado no Webkit, com regras muito diferentes no iOS do que aquelas encontradas no Android para o funcionamento de softwares de navegação na web.

Essas diferenças técnicas por si já mostram que o Safari se comporta de forma muito diferente dos seus concorrentes. Porém, como estamos falando do iOS, o buraco é muito mais embaixo. E é importante mostrar essas diferenças para reforçar o argumento sobre a importância de atualização do Safari para essa plataforma.

 

 

 

Admita: o iOS é outro mundo

Quando os navegadores web de terceiros chegam no iOS, eles são TODOS OBRIGADOS a utilizar o núcleo de funcionamento da Apple, ou seja, o Webkit. É parte da política de uso da gigante de Cupertino para que esse desenvolvedor possa oferecer o seu aplicativo na App Store.

Ou seja, de alguma forma, todos os navegadores web compartilham da mesma origem, que é o Webkit. O que realmente muda são as opções personalizadas oferecidas por cada software, além da estética de cada programa, oferecendo assim identidade própria a cada aplicativo, incluindo é claro as diferenças nas experiências de uso.

Em termos práticos, no iOS você pode ter vários navegadores instalados, mas sempre será o mesmo navegador. E é aqui que está o principal argumento a favor da atualização constante do Safari.

Se alguma vulnerabilidade é detectada no Webkit, ela atinge a todos os navegadores web que você tem instalado no smartphone e, dependendo do app de terceiros que você possui, essa falha de segurança pode causar um impacto maior ou menor no smartphone ou tablet.

Por outro lado, a sua vida está automaticamente simplificada neste cenário, pois se você atualizar apenas o Safari, o núcleo Webkit dos demais navegadores será corrigido, eliminando por tabela as vulnerabilidades que podem ser exploradas nos demais programas de acesso às páginas web.

Logo, a melhor estratégia neste caso para qualquer usuário é colocar a atualização do Safari como uma prioridade no iOS e iPadOS. Dessa forma, você expande a proteção do iPhone ou iPad para todos os demais navegadores instalados nesses dispositivos, de forma eficiente e prática.


Compartilhe