A MWC 2019 apresentou as principais novidades do mercado mobile. Mas também revelou dispositivos bem esquisitos, com formatos inovadores e propostas de design irreverentes.

Cinco telas, duas baterias integradas, teclados deslizáveis, em forma de relógio e outras propostas que chamam a atenção logo de cara. Nesse post, mostramos alguns dos smartphones mais estranhos da MWC 2019, ou pelo menos aqueles que os fabricantes tentaram se arriscar em propostas diferentes (e não podemos culpá-los por isso).

 

 

Sony Xperia 1

 

 

Um modelo que se arrisca com uma tela OLED 4K HDR de 6.5 polegadas (21:9), que se destaca pelo formato ultra-panorâmico, para quem prioriza o consumo de conteúdo multimídia.

 

 

F(x)tec Pro 1

 

 

Claramente apostando na nostalgia com o seu teclado QWERTY físico deslizável, que fica completamente oculto por trás do telefone. O ônus dessa solução é a espessura de 13.98 mm, mas levando em conta que ele conta com um teclado completo, tal detalhe é bem razoável.

 

 

XPhone

 

 

Se apresenta como o primeiro smartphone com tecnologia blockchain. É um smartphone simples e grosso, mas com Android modificado para poder realizar chamadas e enviar mensagens através de um protocolo descentralizado.

 

 

Nokia 9 PureView

 

 

São nada menos que CINCO CÂMERAS TRASEIRAS, em um inovador sistema fotográfico, com as cinco câmeras atuando separadamente, o que permite melhorar a qualidade de imagem, mas desacelerando o seu processamento de imagem. Lembra os olhos de uma aranha e dá um certo arrepio ao olhar para ele.

 

 

BlackView Max 1

 

 

Não é o primeiro smartphone com projetor integrado, mas recupera o recurso de forme efetiva, com um projetor com tecnologia MEMS e resolução FullHD+ para transmitir à distância o que é visto na tela do smartphone.

 

 

Smartphones reforçados cada vez maiores

 

 

Foram vários modelos no formato ‘duro na queda’ na MWC 2019. Um deles é o Doogee S90, que oferece um corpo enorme e é compatível com acessórios como câmera de visão noturna e walkie-talkie. Ah, ele pode até se transformar em um console portátil.

Outro modelo muito original é o Cat S61, que conta com borda de alumínio reforçado, especificações militares MIL SPEC 810 e IP68, pode sobreviver a quedas de 1.8 metros, possui câmera térmica e sensor de qualidade do ar.

 

 

Energizer Power Max P18K Pop

 

 

Ele tem uma bateria de 18.000 mAh, espessura de mais de 30 mm e pesa quase 500 gramas. Eu preciso dizer mais alguma coisa?

 

 

iTOS IC-61

 

 

Seu fabricante tem acordos com bancos, empresas de transporte e centros comerciais, e o smartphone pode escanear etiquetas, códigos de barras e outros identificadores para auxiliar nas tarefas de inventário e revisão de estoques.

 

 

A tela dupla

 

 

O LG V50 ThinQ conta com um belo design e ótimas especificações, mas o seu principal diferencial é a LG Dual Screen, um acessório que adiciona uma segunda tela para o uso como gamepad, ver outros tipos de conteúdos ou utilizar a câmera como espelho.

 

 

Já a Energizer também apresentou um smartphone dobrável econômico, com uma segunda tela diretamente acoplada. Sem falar no FlexPai, que não deu as caras na MWC, mas conta com tela flexível de 8 polegadas, sendo este o pioneiro no segmento.

 

 

LG G8 ThinQ

 

 

Possui um sensor ToF 3D da Infineon, o que faz com que a sua câmera frontal seja a via de controle do dispositivo com gestos a distância. Quem testou afirma que a sensação é muito estranha, com margem de melhora. Mas pode ser um diferencial interessante para determinadas situações.

 

 

Nubia Alpha

 

 

Esse é o “smartphone” mais esquisito da MWC 2019, pois está mais para um smartwatch do que para um telefone inteligente. Ou melhor, um smartwatch com tela flexível. Quem sabe se ele tivesse um acabamento final mais atraente ele seria mais interessante.

 

 

Os smartphones com tela flexível chegaram

 

 

Tanto Samsung como Huawei apresentaram os seus novos Galaxy Fold e Mate X, dois smartphones com tela flexível que representam o ápice da inovação no setor nesse momento. Dois modelos com preços astronômicos, mas que abrem as portas para um novo segmento de mercado que pode vingar.