Compartilhe

Os smartphones Android contam com um defeito histórico, um enorme calcanhar de Aquiles em comparação com o iPhone: o gerenciamento de aplicativos abertos. Isso fica bem evidente quando existem dispositivos com especificações muito acima dos telefones da Apple, já que o sistema operacional é um devorador de recursos de hardware em potencial.

Pois bem, o site Don’t Kill My App montou uma lista com os piores fabricantes Android no aspecto da multitarefa. Ou seja, as marcas que deixam a desejar na otimização do seu software em função do hardware. E de forma surpreendente, a Nokia está na liderança desse ranking nefasto.

O site foi criado justamente por causa da frustração gerada pelos smartphones da Nokia nesse aspecto. Aparentemente, o desenvolvedor/responsável pela página estava de saco cheio de ver o seu aplicativo fechando em segundo plano o tempo todo, por motivos de “SIM”.

Na segunda posição da lista que ninguém quer liderar, encontramos a OnePlus, seguida por Xiaomi e Huawei Observem que, com exceção da Nokia, temos nas primeiras posições fabricantes chineses que estão ganhando em popularidade no mercado global.

 

 

Mesmo que a ação de fechar os aplicativos em segundo plano tenha a louvável finalidade de aumentar a autonomia de bateria do dispositivo, não deixa de ser algo bem estranho ver smartphones com 8 GB de RAM (ou mais) com problemas em deixar os aplicativos abertos, mesmo quando tais apps não estão em atividade.

De acordo com as informações, assim que o smartphone bloqueia a sua tela, o desenvolvedor deixou os equipamentos por pelo menos 20 minutos sem qualquer tipo de atividade. Ele sequer tocou nos smartphones. Em um momento posterior, ele verificava quais são os fabricantes que decidiram fechar os aplicativos que estavam abertos.

A interface Android Stock é uma das melhores no gerenciamento de recursos. Ainda que o Google Pixel não ostente especificações tão poderosas quanto as do OnePlus 6T, os dois modelos são aqueles que mais mantém os aplicativos abertos mesmo depois um tempo de inatividade.

Por fim, a grande surpresa do estudo foi a Samsung. É preciso reconhecer que os seus smartphones melhoraram muito nesse aspecto, ficando apenas na sétima posição no ranking dos piores, o que é uma notícia ótima para os sul-coreanos. Uma posição consideravelmente aceitável.

 

Via Android Police


Compartilhe