Depois da confirmação que a venda de smartphones caiu 5% em todo o mundo no final de 2018, podemos também confirmar que as vendas de smartphones top de linha cresceram 19% no mesmo período. Ou seja, os fabricantes não devem estar muito preocupados, pois uma coisa compensou a outra.

De acordo com os dados dos analistas da CounterPoint, os smartphones top de linha foram os mais cobiçados durante o final de 2018, com uma procura nunca antes vista. A ponto de resultar em um impacto maior no segmento móvel.

Tal movimento fez com que a empresa de análise de mercado desenvolvesse um gráfico onde é possível analisar quais foram os fabricantes que mais venderam smartphones top de linha durante o terceiro trimestre de 2018.

Como manda a regra dos últimos anos, Apple, Samsung e Huawei lideram o ranking. O principal destaque dos números é ver a Xiaomi flertando pela primeira vez entrar no pódio desse cobiçado ranking.

A CounterPoint decidiu dividir os dispositivos top de linha em três segmentos, onde o principal critério foi os preços desses dispositivos: entre US$ 400 e US$ 600, entre US$ 600 e US$ 800 e dispositivos com preços acima de US$ 800.

 

 

Não há surpresas no segmento de modelos que custam mais de US$ 800: a Apple é campeã de vendas nessa faixa de preço. Mas nas demais categorias, temos boas e interessantes surpresas.

Na faixa de preço entre US$ 400 e US$ 600, a Samsung supera a Huawei, que por sua vez ainda fica atrás da Apple. Também é possível observar marcas como Vivo, OPPO e Xiaomi crescendo dentro desse segmento.

Já nos modelos entre US$ 600 e US$ 800, Apple e Samsung concentram nada menos que 82% de cota de mercado. A Huawei tenta aumentar a sua participação com os seus mais recentes lançamentos entre os seus modelos flagships.

Os números da CounterPoint não revelam qual é o melhor fabricante do mercado, e confirma o que muitos já sabiam. A Apple é forte nos top de linha, a Samsung pode competir pela liderança, e a Huawei aparece nos radares das duas.

2019 pode ser um ano onde essa relação de forças pode mudar de forma mais sensível.

Em suma, isto não nos diz qual é a melhor fabricante no mercado. Ou seja, confirma-nos exatamente aquilo que acreditávamos saber. Temos a Apple forte na venda de topos de gama, uma Samsung capaz de competir e uma Huawei que aos poucos vai aparecendo nos radares. Vamos lá ver se o ano de 2019 muda alguma coisa.

 

Via Gizmochina