A nova família de smartphones top de linha Samsung Galaxy S10 chegou ao Brasil, e são dispositivos lindos, potentes e caros. Tal e com todo smartphone top de linha do mercado atual. E é por tudo isso que temos que ter muito cuidado com o Galaxy S10, pois ele é relativamente frágil.

Por isso, a SquareTrade decidiu testar a resistência da tela de cada um dos modelos lançados, e nenhum deles impressionou no teste de queda. Na prática, foram vidros partidos na frontal e na traseira, e todas as variantes com exceção do Galaxy S10 ficaram inutilizados depois de uma queda a partir de 2 metros de altura.

O teste mostra que a nova série Galaxy S10 não é mais resistente que os antecessores, o que não necessariamente é um problema para a Samsung ou exclusivo da Samsung. Hoje, é um problema de praticamente todos os fabricantes de smartphones, pois vários modelos atuais contam com um acabamento em vidro.

O Galaxy S10e foi o que se saiu pior nos testes, pois ficou inutilizável depois de apenas uma queda. A tela quebrou e simplesmente começou a falhar, além da câmera traseira ficar danificada depois da primeira queda.

Já a versão Standard (Galaxy S10) se saiu melhor que as demais variantes, e continuou a funcionar depois das quedas. Porém, ficou com um canto danificado e a tela rachada. Já o Galxaxy S10+ também seguiu funcionando, mas com os vidros trincados nos dois lados.

 

 

De forma comparativa, o Galaxy S10 e o iPhone X são modelos mais resistentes em comparação com o iPhone XS Max e o Galaxy S10e. Os dois últimos ficaram simplesmente inutilizáveis depois de uma única queda.

É evidente que apenas um teste não mostra a real capacidade de durabilidade dos dispositivos. É preciso receber mais informações sobre o uso prático dos telefones, e os usuários podem ajudar nessa equação. De qualquer forma, é melhor ter cuidado com o seu caro smartphone. Especialmente porque a garantia não cobre quedas.