Microsoft aconselha: não pague o resgate dos ransomwares | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Microsoft aconselha: não pague o resgate dos ransomwares | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Software | Microsoft aconselha: não pague o resgate dos ransomwares

Microsoft aconselha: não pague o resgate dos ransomwares

Compartilhe

O ransomware é um problema sério por conta da sua mecânica de funcionamento, e a Microsoft entende que você deve ter isso em mente de forma muito clara.

O objetivo do ransomware é sequestrar os equipamentos que infecta e codificar os seus dados e arquivos para pedir um resgate em troca de sua liberdade. A prática varia em determinadas matizes, mas a base é a mesma para todos os tipos de ransomware da atualidade.

Quando o computador é infectado, ele não pode ser utilizado normalmente. Na maioria dos casos, ele fica bloqueado e um aviso indica que você deve pagar um resgate dentro de um determinado período de tempo. Caso contrário, você perde os dados e arquivos armazenados de forma permanente nas unidades de armazenamento.

O pagamento dos resgates em ransomware é feito (quase sempre) através de cripto moedas, e a Microsoft quer que você evite esses pagamentos.

E os motivos são bem claros:

– Pagar o resgate incentiva os cibercriminosos a seguir utilizando esse tipo de malware.
– Para realizar o pagamento, temos que assumir um processo que pode ser complexo e perigoso.
– Não há garantias reais que você terá o seu equipamento liberado.

 

Para a Microsoft, pagar um resgate pelo ransomware é o mesmo que parabenizar os cibercriminosos, e não há segurança alguma sobre o resgate dos dados. Vários casos de infecções desse tipo não permitiam o pagamento, e outros pediam ainda mais dinheiro ou ignoravam a vítima, que era obrigada a sacrificar todos os dados.

 

 

O conselho da Microsoft? Prevenir é o melhor remédio

O ransomware é perigoso, mas a sua efetividade pode ser eliminada quando apostamos na prevenção. Nesse sentido, existem três grandes dicas que podem ajudar a evitar esse tipo de infecção.

A primeira é utilizar um bom filtro contra e-mail lixo e o phishing, pois ajuda a reduzir uma das principais fontes de infecção por ransomware, que são os e-mails de fraude de identidade que contém arquivos ou links maliciosos.

A segunda dica é usar um antivírus atualizado e com proteção em tempo real. Algo básico que ajuda a frear a entrada de malwares e alguns tipos de ransomware. Por fim, realizar cópias de segurança de nossos dados e arquivos.

O ransomware não é uma ameaça exclusiva de empresas e profissionais, pois também afeta aos usuários domésticos e estudantes. Uma realidade que a Microsoft está bem consciente, e as dicas desse post podem ajudar a reduzir o impacto desse tipo de ameaças.

 

Via MSPowerUser


Compartilhe