YouTube finalmente ouve os produtores de conteúdo para ser mais rígida nas suas políticas | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia YouTube finalmente ouve os produtores de conteúdo para ser mais rígida nas suas políticas | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | YouTube finalmente ouve os produtores de conteúdo para ser mais rígida nas suas políticas

YouTube finalmente ouve os produtores de conteúdo para ser mais rígida nas suas políticas

Compartilhe

O YouTube decidiu atender aos pedidos dos criadores de conteúdo, e estabeleceu políticas mais duras contra o assédio na plataforma. A empresa anunciou as mudanças na sua política de produto, mudando a forma em que aborda a questão.

Agora, não apenas os vídeos que incluem ameaças explícitas para qualquer pessoa serão eliminados, mas também as ameaças veladas ou implícitas. Também estão vetados conteúdos que simulem violência contra determinados indivíduos, ou com linguagem que sugere alguma violência física.

O YouTube também trabalha para estabelecer um critério coerente para determinar a presença de linguagem ofensiva em um vídeo que vai longe demais. A plataforma não quer insultos deliberados a outras pessoas com base na raça, gênero ou condição sexual. Sem exceção.

 

 

Novas regras se aplicam aos vídeos e aos comentários

 

 

Videos e comentários do YouTube estão na mesma política. A plataforma eliminou mais de 16 milhões de comentários durante o terceiro trimestre de 2019 pela violação dessas normas, incluindo comentários que ameaçam de forma explícita uma pessoa, que revelam informações pessoais ou confidenciais, ou que incentivem o assédio contra um indivíduo.

As políticas do Programa de parceiros do YouTube (YPP) também estão mais rígidas contra quem apresenta uma atitude de assédio, garantindo que apenas os canais confiáveis recebam a monetização dos vídeos.

Os criadores de conteúdo explicaram para o YouTube que, em muitas ocasiões, o assédio é algo recorrente e que se repete em múltiplos vídeos e comentários, onde nenhum vídeo isolado viola as políticas estabelecidas pelo YouTube por si. Por isso, a plataforma agora elimina conteúdos de canais que assediam alguém de forma recorrente e, em caso de recorrência, o canal pode ser suspenso ou banido do site em definitivo.

As mudanças do YouTube mostram que a plataforma finalmente decidiu ouvir aos criadores de conteúdo. Agora, só o tempo vai dizer se tudo isso vai funcionar na prática, mas ao menos é uma empresa que parece ter começado a escutar um pouco mais a quem gera o conteúdo que movimenta a sua plataforma.

 

Via Google


Compartilhe