TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Mercado de tablets fecha o ano de 2017 com queda de 4,8% | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Mercado de tablets fecha o ano de 2017 com queda de 4,8%

Mercado de tablets fecha o ano de 2017 com queda de 4,8%

Compartilhe

A IDC Brasil divulgou os resultados do estudo IDC Brazil Tablets Tracker Q4/2017, mostrando mais quedas nas vendas de tablets, mas com alguns sinais de estabilização.

No último trimestre de 2017, foram vendidos 1.2 milhão de tablets no Brasil, uma queda de 2% em relação ao mesmo período em 2016. Em 2017, a queda foi de 4.8% nas vendas (3.79 milhões de unidades). Por outro lado, em comparação aos anos anteriores, a recuperação foi significativa (+39% em comparação a 2015, +32% em relação a 2016).

Smartphones mais acessíveis e com telas maiores, que se tornaram o principal dispositivo para o acesso à internet, e a crise econômica em 2015 foram os principais motivos para essa sequência de queda nas vendas dos tablets. Experiência de uso ruim com produtos importados de baixa qualidade também contribuíram para arranhar a imagem dos tablets no Brasil.

Muitas marcas deixaram um mercado, que se consolidou nas estratégias agressivas. 2017 marcou um ponto de maturidade no segmento: poucas marcas atuando em nichos bem definidos, com foco na qualidade e preços competitivos.

Os modelos de entrada (preços abaixo dos R$ 500) dominam o mercado brasileiro (72%), mas houve um aumento nas vendas dos modelos intermediários (entre R$ 500 e R$ 1.000), com 20% das vendas em 2017.

Na receita, a queda foi de 9% (R$ 1.88 bilhão em vendas ao longo de 2017, contra R$ 2.08 bilhões em 2016). O preço médio caiu de R$ 513 em 2016 para R$ 497 em 2017.

No último trimestre de 2017, foram vendidos 1.209 milhão de tablets (-2% em comparação ao mesmo período em 2016), mas com o valor médio de R$ 524 (+7% em relação ao mesmo período de 2016), o que resultou em um aumento da receita de 4.7%.

Para 2018, a IDC Brasil prevê a tendência de queda no mercado de tablets, mas com produtos de melhor qualidade e estabilização na oferta e demanda. O mercado vai seguir focado nas crianças, mas o público da terceira idade também será abordado por essa categoria, sempre procurando especificações melhores.


Compartilhe