O canal Fixejeiphone NL já desmontou o iPhone XS (se antecipando o iFixit), e publicou um vídeo de todo o processo, revelando alguns detalhes sobre o smartphone da Apple.

A evolução naturla do iPhone X, traz como novidades de hardware o processador Apple A12 Bionic, 4 GB de RAM, a tela AMOLED de 120 Hz e as melhorias das câmeras.

A desmontagem apresenta conclusões interessantes.

A primeira delas é que ainda é muito complicado abrir o iPhone XS, por conta do uso excessivo de cola e do sistema de proteção contra poeira e água, com as partes frontal e traseira perfeitamente unidas. Para recuperar a proteção IP68, é preciso aplicar uma nova capa de isolamento.

A Apple voltou a apostar em um design modular, com uma bateria em forma de ‘L’, com uma capacidade um pouco menor que a do iPhone X (2.658 mAh, contra 2.716 mAh). Com a fabricação do SoC A12 Bionic em 7 nm, a autonomia é mais eficiente, com o iPhone XS oferecendo até 30 minutos a mais de uso que o iPhone X.

Sobre o nível de reparação do dispositivo, encontramos pontos positivos e negativos.

O design modular facilita as reparações, e o processo de abertura não é muito complicado. Basta abrir e temos o acesso à bateria, algo que é muito positivo.

Por outro lado, o excesso de cola em algumas partes e o cabeado que une os diferentes componentes adiciona um risco claro de ruptura se não se aplica o devido cuidado na hora de retirar os componentes.

Apesar de muita gente esperar pelo processo de desmontagem do iFixit por conta do elevado nível de detalhismo e credibilidade, esse primeiro processo de desmontagem do iPhone XS já oferece uma boa prévia sobre os detalhes de construção do dispositivo.

De qualquer forma, quando a análise do iFixit for ao ar, vamos republicar as impressões e conclusões dessa análise.

Toda informação é válida antes de comprar um dispositivo de tecnologia.