Compartilhe

Em 9 de janeiro de 2007, durante a MacWorld Expo, a Apple apresentou oficialmente o seu primeiro iPhone. O dispositivo só chegou ao mercado em junho de 2007, e de lá para cá foram 12 anos de evolução.

Este iPhone quebrou paradigmas previamente estabelecidos, rejeitando os botões físicos e a caneta, apostando tudo em uma tela grande (para a sua época) com 3,5 polegadas, e em uma resolução de tela impressionante (para a época) de 160 ppp.

Esse post faz uma análise dos últimos 12 anos do iPhone, ilustrando as principais melhorias introduzidas pela Apple a cada ano.

 

 

2007 – iPhone

 

 

Este primeiro iPhone foi desenvolvido com o iPhone OS 1 (chamado OS X durante a apresentação) e suportava aplicativos comuns, como gestos multitoque, e-mail em HTML, navegador Safari e YouTube.

Ele incluiu poucos aplicativos pré-instalados com o básico (calendário, relógio, música, SMS …), porque naquela época ainda não existia a App Store. Ela chegaria no ano seguinte, através de uma atualização do sistema.

 

 

2008 – iPhone 3G

 

 

Visualmente era praticamente idêntico ao modelo anterior, embora em seu interior contasse com conectividade GPS e 3G, resolvendo um dos problemas da geração anterior, a lentidão da conexão 2G / EDGE.

No entanto, provavelmente a mudança mais importante introduzida no iPhone em 2008 foi a App Store, loja de aplicativos que abriu a possibilidade de adicionar todos os tipos de funções com apps de terceiros.

 

 

2009 – iPhone 3GS

 

 

Foi a primeira vez que o número foi reutilizado em um iPhone, com a adição de um S no final. No KeyNote, foi explicado que o significado de S seria “Speed”. De fato, este iPhone 3GS incluiu melhorias de desempenho em relação à geração anterior.

O iPhone 3GS incluiu uma câmera de 3 megapixels (até então o smartphone não contava com câmera frontal) e era capaz de gravar vídeo em resolução VGA. Havia também o controle de voz, embora ainda restassem alguns anos para a Siri chegar.

 

 

2010 – iPhone 4

 

 

O iPhone perdeu alguns milímetros de espessura (de 12,3 no iPhone 3GS para 9,3 mm) no iPhone 4, ao mesmo tempo em que a tela subiu a barra da resolução. De 320 x 480 fomos para 640 x 960, com cerca de 330 ppi, o que não é ruim nem mesmo para os padrões de hoje.

É também o primeiro iPhone a incorporar uma câmera para selfies localizada ao lado do fone de ouvido. Ele tinha resolução VGA, mas inaugurou a era das chamadas de vídeo usando o FaceTime (por enquanto, apenas com Wi-Fi).

 

 

2011 – iPhone 4S

 

 

O iPhone 4S foi adiado até outubro daquele ano. É o segundo modelo S da marca, embora neste caso não significasse velocidade, mas sim Siri, o assistente da Apple.

Apesar de ser visualmente muito semelhante ao seu antecessor, o interior contava com um processador A5 mais potente, e a câmera passou por uma grande atualização, chegando aos 8 megapixels, com gravação de vídeo em Full HD. A câmera para selfies permanece a mesma, mas agora é possível fazer chamadas de vídeo em 3G.

 

 

2012 – iPhone 5

 

 

O iPhone 5 chegou ao mercado em setembro, uma tradição que continua até hoje, e chegou com um novo design de alumínio e uma tela que subiu para 4 polegadas, no formato 16:9.

O grande conector de 30 pinos foi substituído por um conector Lightning mais modesto, a conectividade LTE foi adicionada. A câmera selfies foi aprimorada para 1,2 MP, com gravação de vídeo HD.

 

 

2013 – iPhone 5C / 5S

 

 

Em 2013 não tínhamos apenas um novo iPhone, mas sim dois. Por um lado, estava o esperado iPhone 5S como uma melhoria do modelo anterior, mas com ele veio um iPhone 5C, uma versão “barata” que trocou o alumínio pelo policarbonato.

O iPhone 5S recebeu o processador Apple A7, o primeiro chip de 64 bits da Apple, acompanhada por um co-processador de movimento M7. O botão de início perdeu o desenho de clique e ganhou o Touch ID, o sistema de reconhecimento de impressões digitais.

 

 

2014 – iPhone 6/6 Plus

 

 

Desta vez temos a primeira divergência de tela diagonal, com um iPhone 6 com uma tela de 4,7 polegadas e um iPhone 6 Plus com uma tela de 5,5 polegadas.

Esse tamanho maior tinha um certo drama com seu próprio nome: o bendgate, ou a suposta facilidade de alguns modelos acabarem se dobrando quando colocados no bolso traseiro da calça. Controvérsia à parte, o NFC foi adicionado para pagamentos seguros através do Touch ID, além de melhorar todos os componentes internos, como o processador (agora Apple A8) e as câmeras.

 

 

2015 – iPhone 6S e iPhone 6S Plus

 

 

A Apple já estava mais acostumada a lançar dois modelos de iPhone por ano, e isso resultou no iPhone 6S e iPhone 6S Plus. Foi uma renovação um pouco discreta, mas que seguiu a premissa das versões S: melhorar o modelo anterior.

Um novo processador Apple A9 (já 14 nm) e melhores lentes nas câmeras, tanto atrás quanto na frente, foram as principais novidades. A câmera de selfies vai para os 5MP, enquanto a câmera principal atinge os 12 MP com gravação de vídeos em 4K. O 3D Touch chegou, com a tela que sente diferentes níveis de pressão.

 

 

2016 – iPhone 7/7 Plus e iPhone SE

 

 

Em 2016, a Apple nos surpreendeu com uma edição especial para quem perdeu os tamanhos e acabamentos dos iPhones anteriores: o iPhone SE nasceu com uma tela de 4 polegadas, muito mais compacta que seus irmãos.

O iPhone 7 e o iPhone 7 Plus incluíam proteção contra água e poeira, mas em troca eles perderam o conector de áudio 3.5 mm. O modelo maior incluía uma câmera traseira com duas lentes, e dessa forma foi oficialmente aberta a temporada de registro de fotos no modo retrato.

 

 

2017 – iPhone 8/8 Plus e iPhone X

 

 

2017 foi um ano movimentado para a Apple porque não haviam dois, mas sim três iPhones. Por um lado, temos o habitual par iPhone 8 e iPhone 8 Plus, mas eles chegaram acompanhados pelo iPhone X e o seu notch característico.

A tela acabou ocupando toda a frente do dispositivo, eliminando tanto o botão Home como o Touch ID, que seria substituído pelo Face ID, o avançado sistema de reconhecimento facial. O sistema iOS teve que ser adaptado para a operação de gestos, agora que o botão de início multiuso desapareceu.

 

 

2018 – iPhone XS / XS Max e iPhone XR

 

 

Em 2018 a Apple continuou a evoluir a base do modelo anterior, lançando os modelos iPhone XS e iPhone XS Max. Por outro lado, o chegou também o iPhone XR, o “iPhone barato” com uma tela IPS no lugar da Super AMOLED.

O iPhone XS conta com quase o mesmo design do iPhone X, mas agora com uma versão maior na diagonal, com telas de 5,8 e 6,5 ​​polegadas, ambos com o processador Apple A12 de 7 nm e câmera traseira com zoom óptico.


Compartilhe