A HP apresentou o seu novo notebook conversível premium HP Spectre x360, que se destaca pela autonomia de bateria de 22.5 horas, algo impressionante que precisa ser confirmado, mas que desabilita uma das vantagens do Windows 10 sobre o ARM. Também conta com suporte para redes banda larga LTE no conceito Sempre Conectado.

O HP Spectre x360 está disponível em modelos com telas de 13 e 15 polegadas. O primeiro modelo possui uma tela IPS multitouch de 13.3 polegadas com Corning Gorilla Glass NBT (Full HD e 4K) e o novo lápis ativo HP Pen.

O segundo modelo oferece uma tela de 15.6 polegadas com as mesmas resoluções. Os dois modelos possuem um sistema de dobradiças que permitem o giro de tela em até 360 graus para facilitar os vários modos de uso.

 

 

O HP Spectre x360 13 conta com processadores Intel Core de oitava geração, enquanto que o HP Spectre x360 15 pode receber os processadores Intel Core de nona geração, com seis núcleos de processamento. Nas partes de memória e armazenamento, podem equipar até 16 GB de RAM SSD PCIe de até 512 GB. O modelo de maior tamanho podem receber gráficos dedicados NVDIA GeForce GTC 1050Ti.

Os novos modelos também receberam melhorias nos aspectos de segurança e privacidade. Com a tecnologia contra a chamada “pirataria informática visual”, a HP adota a Sure View, uma câmera com recurso de infravermelho e leitor de digitais para autenticação biométrico.

 

 

Além disso, um interruptor físico desabilita rapidamente a webcam, para assim reforçar a ideia que imagens não serão capturadas sem a sua autorização ou não conhecimento. Também foram adotadas novas soluções de recuperação de BIOS.

Os novos HP Spectre x360 estarão disponíveis em novembro, e se apresentam como boas opções de notebooks conversíveis premium que podem cobrir tanto os interesses dos usuários com atividades pessoais como profissionais.

Todos os modelos contam com o Windows 10 pré-instalado, e contam com preços sugeridos de 1.149 e 1.389 euros, para os modelos com 13 e 15 polegadas, respectivamente.