Google I/O 2014 | LG G Watch e Samsung Gear Live, os primeiros smartwatches com Android Gear, chegam ao mercado | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Google I/O 2014 | LG G Watch e Samsung Gear Live, os primeiros smartwatches com Android Gear, chegam ao mercado | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Relógios Inteligentes (Smartwatches) | Google I/O 2014 | LG G Watch e Samsung Gear Live, os primeiros smartwatches com Android Gear, chegam ao mercado

Google I/O 2014 | LG G Watch e Samsung Gear Live, os primeiros smartwatches com Android Gear, chegam ao mercado

Compartilhe

lg-g-watch-samsung-gear-live-android-wear

Apesar do Android Wear não ser muito mencionado no evento de hoje, temos novidades sobre alguns dispositivos com o sistema. A Samsung apresentou oficialmente o novo Samsung Gear Live com Android Wear, um smartwatch grande e quadrado, parecido com o Gear 2 (infelizmente), e a Google confirmou que tanto o Gear Live como o LG G Watch já estão disponíveis para compra (lá fora)  a partir de hoje (25).

Os dois relógios inteligentes podem ser reservados via Google Play, e ainda que a sua disponibilidade por regiões não foi confirmada, é quase certo que as vendas começam apenas nos Estados Unidos ou, no máximo, em alguns mercados selecionados. Os valores não forma anunciados, mas devem ser revelados nas próximas horas.

moto-360-hand

Já o Moto 360 mantém sua data de lançamento para o terceiro trimestre de 2014, sem especificar um mês ou dia. Era esperado que esse fosse um dos grandes protagonistas da Google I/O 2014, mas na verdade, o Android Wear passou quase desapercebido no evento. O curioso é que tanto Sundar Pichai quanto Matias Duarte usavam o tal relógio no pulso, mas se limitavam a revelar a janela de lançamento… e nada mais foi dito sobre o produto.

O Android Wear começará em breve a sua aventura no mercado. Três modelos confirmados que lutarão contra os relógios inteligentes já lançados e as pulseiras quantificadoras. Será que a chancela da Google e o poder do Android serão suficientes?


Compartilhe