Golpes na internet: Dicas para evitar os golpes virtuais mais comuns

Compartilhe

Conheça os golpes virtuais mais comuns realizados e aprenda como se prevenir deles.

 

A trapaça já existe há muito tempo, e outros nomes são atribuídos a ela: golpe, fraude, truque e a mais recente: hack. O hack nada mais é do que um tipo de trapaça ou fraude, na qual o hacker rouba informações e geralmente as divulga sem permissão, ou as usa para fins ilegais. 

 

Saber disso é importante nos dias hoje, pois o hack existe somente na internet, por isso, é necessário cuidado antes de realizar qualquer ação online. 

 

Mas ele não é a única forma de roubar informações; algumas pessoas são tão desonestas que não pegam as informações: elas te convencem a entregá-las, usando promessas falsas e induzindo você a passar seus dados.

 

O Phishing é um termo que se refere a uma maneira desonesta que cibercriminosos usam para enganar você a revelar informações pessoais, como senhas ou cartão de crédito, CPF e número de contas bancárias. 

 

Eles fazem isso enviando e-mails falsos ou direcionando você a websites falsos, os quais prometem uma boa quantia de dinheiro. Assim, preocupação nunca é demais, principalmente com links desconhecidos.

 

Utilizamos a internet para quase tudo: fazer compras, listas de afazeres, socializar, aprender, estudar, fazer transferências bancárias; e a lista continua. 

 

O problema com isso é que existem pessoas mal intencionadas que podem se aproveitar de pessoas honestas desavisadas. Como elas fazem isso? E como se prevenir de ser enganado? Descubra nesse post.

 

 

 

 

Tipos de Golpes 

 

Existem diversos tipos de golpes na internet. Nem valeria a pena falar de todos, mas você pode se proteger por saber como eles funcionam, os golpes mais comuns e que tipo de informação as pessoas desonestas procuram, para evitar ter seus dados vazados e o dinheiro roubado. 

 

Além disso, também é importante conhecer de que tipo de comportamento online elas esperam que as pessoas honestas desavisadas tenham, evitando assim ser fraudado.

 

 

 

 

 

Como funcionam os golpes na internet

 

Quando um assaltante está à procura de uma vítima, ele espera alguém que se comporte de um jeito que a torne um alvo fácil. 

 

Pode ser que ele queira que a vítima ande devagar com o celular em mãos ou à mostra no bolso de trás. Pode ser que ele esteja esperando alguém sair do banco com a carteira na mão.

 

São inúmeras possibilidades, mas o cerne desta questão é: eles procuram por comportamentos que facilitem o seu “trabalho” desonesto. E você certamente não quer dar isso a eles. Aqui você irá aprender como dificultar o “trabalho” dessas pessoas que estão a espreita na internet.

 

Antes de conhecermos os golpes mais comuns, vale ressaltar aqui que ninguém é inteligente demais que não possa, um dia, ser vítima de um golpe.

 

Ninguém está imune, pois muitas dessas pessoas desonestas são espertas e sabem usar programação e marketing de forma que até mesmo usuários inteligentes e familiares com os programas, sites e a internet em geral podem acabar sendo enganados. 

 

Mas é possível se preparar e se prevenir por meio de princípios simples, porém inteligentes.

 

 

 

 

 

Conheça agora os golpes mais comuns da internet e em seguida, princípios que você pode usar para se proteger deles:

 

“Compre e revenda nossos infoprodutos de sucesso e fique rico!”

 

Se há outra mentira que não poderia deixar de entrar em nossa lista é esta. O exemplo mais clássico de infoprodutos que prometem o sucesso são os e-books. 

 

Este formato, se bem planejado e produzido poderá mesmo conduzir seus leitores ao êxito como empreendedor. Mas, chega a ser um absurdo o tanto de livros digitais que surgem com promessas furadas de lucro online, de forma prática e instantânea.

 

É importante ressaltar que existe um mercado de afiliados sério que realmente tem lucratividade, há mesmo e-books e outros formatos com conteúdo útil e relevante, você pode saber mais de forma séria sobre o marketing de afiliados no site do Nucleo Expert, referência no assunto.  

 

Mas infelizmente, muitos não passam de programas de pirâmides disfarçados, de marketing multinível manjado e sistemas de afiliados fracos. 

 

Como prevenir: Seja criando ou se filiando, pesquise muito sobre as empresas antes de passar qualquer informação ou investir o seu dinheiro.

 

 

 

 

Golpes (ou Fake News) no WhatsApp

 

 

 

O Whatsapp é um dos aplicativos mais utilizados no mundo, com mais de dois bilhões de pessoas presentes no aplicativo. No Brasil, é considerado um meio oficial de comunicação, sendo usado não só por pessoas comuns, mas até mesmo por empresas e para fins de negócios.

 

A grande quantidade de pessoas presentes neste aplicativo é um prato cheio para fraudadores, que inventam mensagens contendo diversas mentiras, como recargas gratuitas para celular, notícias falsas sobre concursos públicos, entre muitos outros.

 

Como funciona? O fraudador inventa uma notícia ou promoção falsa e espera que o usuário clique na notícia, levando-o a uma página na internet que contém o programa que se instalará no celular.

 

Este programa é composto de um script malicioso, se tratando nada mais nada menos que de um vírus, com a finalidade de roubar dados pessoais importantes. Ao clicar no falso anúncio, o usuário dá permissão ao vírus de se instalar em seu aparelho.

 

Como prevenir: Não instale programas fora das lojas oficiais (Play Store e App Store). Fique atento a notícias “boas demais para ser verdade” e links chamativos demais, como por exemplo: “Imperdível! Clique agora!”. Botões grandes e imagens chamativas são comuns em fraudes online.

 

Leia também: Como evitar o roubo da sua conta no WhatsApp via ataque de Phishing 

 

 

 

 

Golpes por E-mail

 

Em qualquer serviço de e-mail, existe a pasta de “SPAM”. SPAM é uma sigla derivada da expressão em inglês “Sending and Posting Advertisement in Mass”, traduzido para português “Enviando e Postando Publicidade em Massa”. São mensagens enviadas de forma automática, em massa, para várias pessoas ao mesmo tempo.

 

Nessas pastas de SPAM, ficam diversos e-mails que, na grande maioria das vezes, são golpes. Só que hoje em dia, muitos desses e-mails conseguem cair na caixa principal e algumas pessoas se deixam enganar por eles.

 

Como funciona? Empresas ou simplesmente fraudadores, oferecem algum tipo de serviço, e fazem propagandas exageradas com ameaças como: “Faça o recadastramento no banco X ou sua conta será cancelada”. Também existe o: “Assista esse vídeo agora e fique milionário!”.

 

Como prevenir: Não se deixe enganar por algo que parece real. Investigue, pesquise, e se sentir um pouquinho de dúvida é provável que haja algo errado. Nunca envie dados pessoais para ninguém pela internet se não tiver plena certeza de que o site é confiável. 

 

 

 

 

Golpes via anúncio ou Facebook

 

Tanto no Facebook quanto pela internet em geral, existem anúncios. O problema de alguns desses anúncios é que eles foram criados por criminosos que querem simplesmente hackear seu computador ou celular para roubar dados.

 

Como funciona? Perfis hackeados no Facebook postam links com mensagens chamativas como: “Nossa! Que legal! Dá uma olhada!” E anúncios em sites mostram notícias absurdas (mentiras) ou com conotação sexual, tentando fazer com que as pessoas desavisadas acreditem e cliquem.

 

Como prevenir: Não clique em anúncios estranhos ou com conteúdo sexual. Pergunte aos seus amigos se eles de fato postaram aquilo; é bem provável que não. Fique esperto e não caia nessa.

 

 

 

 

Como se proteger na internet

 

 

 

Princípios simples (e inteligentes) que irão te ajudar a se proteger de TODOS os tipos de fraude na internet.

 

 

 

 

Mantenha softwares de proteção instalados 

 

 

É de grande importância aqui utilizar um bom antivírus para PC, opções como Kaspersky, BitDefender e Avira são bem eficientes e oferecem versões pagas e gratuitas. Opções de aplicativos de proteção para o smartphone também estão disponíveis e são importantes.

 

Outra questão importante, mantenha além do antivírus, o sistema operacional e todos os softwares sempre atualizados, para diminuir os riscos de brechas de segurança. 

 

 

 

 

Proteja informações pessoais

 

 

Quem tiver acesso a dados pessoais como talão de cheques, cartões de crédito, número de CPF, conta bancária entre outros, poderá solicitar cheques e preenchê-los em seu nome. Poderá também assumir sua identidade, fazer compras com o seu cartão, entre muitos outros crimes.

 

Então, o que aprendemos disso é que é muito importante proteger seus dados pessoais. Guarde suas informações a sete chaves, por assim dizer. Não as entregue a qualquer um; pense no que pode acontecer caso entregue essas informações a pessoas erradas.

Tenha bom senso.

 

Parece bom demais pra ser verdade? Estão te oferecendo “o segredo do século” ou dinheiro fácil demais? Te disseram (do nada) que você ganhou um presente (como um Iphone) e precisa enviar dados pessoais para recebê-lo? Então é provável que seja mentira.

 

 

 

 

Não caia nessa. Tenha bom senso

 

 

Se alguém te oferece formas exclusivas de ganhar dinheiro fácil ou ficar rico, então porque essa pessoa (ou empresa) não usa esta técnica para enriquecer a si mesma? Não faz sentido tentar te convencer desta forma um tanto desesperada e imediatista.

 

Faça negócios apenas com pessoas de boa reputação e nunca tenha pressa;

Quando o negócio é fraudulento, eles querem te dar a impressão de que você precisa ter pressa. “Inscrições acabam hoje!”, “Oportunidade única!” e coisas do tipo. Não caia nessa.

 

Só faça negócios com empresas de boa reputação ou que sejam transparentes sobre o que oferecem. Peça informações e analise-as cuidadosamente para se certificar de que o negócio é verdadeiro. 

 

Bom senso, pesquisa e conhecimento sobre o assunto são técnicas que irão te proteger na internet. Agora você já sabe quais são os golpes mais comuns e como se prevenir. Caso ainda tenha alguma dúvida, deixe o seu comentário abaixo e participe desse post.


Guia com contribuição do profissional de segurança de sistemas Denilson Marcos, responsável pela BH Tech Informática.


Compartilhe