Compartilhe

Incrível. Um simples meme, uma simples brincadeira… se transformou em um dos eventos mais complexos e polêmicos da história da internet. O (agora) famoso evento da Área 51 promete realizar uma invasão na base secreta norte-americana. E agora é um problema do estado, com dimensões inusitadas.

A brincadeira pedia que milhares de internautas façam uma concentração na base e invadam as instalações correndo como o Naruto (sim, tem essa regra), resgatem os alienígenas lá dentro e, com sorte, sair todo mundo de lá vivo. Porém, muita gente levou a ação a sério, e planejam ir para lá.

O caos produzido levou o Facebook a eliminar a página do evento. E agora o Facebook garante que a página foi apagada “por um erro”, gerando assim diversas teorias conspiratórias.

O evento Storm Area 51 foi eliminado do Facebook no último final de semana, e a rede social garante que os motivos eram porque o evento violava os padrões previamente estabelecidos pela rede social.

O tal evento manteve o seu barulho nos últimos dias, e agora o Facebook afirma que tudo foi um “erro”. Lembrando que 2 milhões de pessoas já confirmaram que vão invadir a Área 51 em 20 de setembro.

 

 

O que está acontecendo agora?

 

 

Chama a atenção a remoção do evento inicialmente de forma intencional por parte do Facebook, e tem toda a lógica que o evento seja apagado dessa forma.

A Internet é o antro dos malucos. Pensar que algum imbecil vai tentar seguir a brincadeira na prática significa ter a possibilidade de alguém sair muito machucado de lá, onde o Exército dos Estados Unidos não vai pensar duas vezes antes de abrir fogo contra eventuais invasores da base.

Por outro lado, é impossível que as 2 milhões de pessoas que confirmaram presença no evento realmente se desloquem para a base de Nevada. O mais provável (na melhor das hipóteses e, ainda assim, são números absurdos) é que no máximo 1/3 dessas pessoas acabem se deslocando para a Área 51 e, mesmo assim, com esse contingente, o massacre é certo. O Exército já avisou que não terá qualquer tipo de problema em abrir fogo contra os invasores.

Por isso, a segurança dos usuários é algo primordial do Facebook, que foi o epicentro de toda a confusão. Ou seja, é lógico que eles querem cortar o mal pela raiz, e a justificativa da violação das normas é mais do que razoável.

Mas… por que o Facebook agora alega que tudo foi um erro e restaurou o evento?

Em caso de problemas mais sérios, eles resvalam no Facebook da mesma forma, pois qualquer implicado pode alegar que a rede social não impediu o evento de acontecer.

Tudo isso levanta margem para várias teorias conspiratórias:

– O Facebook quer a invasão da Área 51?
– O Facebook está priorizando o tráfego na rede social no lugar da segurança das pessoas?
– Tem gente poderosa por trás do Storm Area 51?

 

Ao que tudo indica, vamos saber a verdade em setembro de 2019, mês em que (em teoria) o evento vai acontecer. São dois cenários possíveis: 1) um meme ultrapassou os limites da criatividade da internet e vai ficar como um meme mesmo; 2) podemos testemunhar um trágico incidente fruto de uma estúpida brincadeira nas redes sociais.

 

Via Fast Company


Compartilhe