Donkey Kong Country completa 25 anos de vida

Compartilhe

Donkey Kong nasceu em 1981, mas não como protagonista. Ele se limitava a ser o vilão que lançava barris para impedir que Jumpman (que depois seria rebatizado para Super Mario) salvasse a donzela em apuros. Somente na década de 1990, com a reinvenção do personagem e da franquia, que Donkey Kong Country veio ao mundo. E agora, o jogo completa um quarto de século.

O jogo chegou ao Super Nintendo em 21 de novembro de 1994 nos Estados Unidos, em 24 de novembro do mesmo ano na Europa, e 26 de novembro no Japão. E um pouco antes do estilo de plataforma ser superado pelos games em três dimensões, o seu lugar de destaque no catálogo do SNES ajudou a revolucionar o mercado de games no seu tempo.

 

 

Um clássico instantâneo

O jogo foi desenvolvido pela Rareware, e a sua principal contribuição para o mundo dos games foi na parte gráfica, sendo o primeiro a utilizar gráficos 3D pré-renderizados com a tecnologia Advanced Computer Modelling. Assim, um console de 16 bits entregou cores e texturas inéditas para a época.

 

 

Quando o jogo foi lançado, ele foi considerado um clássico instantâneo, assim como outros que chegaram na mesma época (Super Mario World 2: Yoshi’s Island, Chrono Trigger, etc), revitalizando o catálogo do Super Nintendo. Tanto, que o jogo está na lista dos disponíveis no Super Nintendo Mini Classic.

Donkey Kong Country também serviu para recuperar o seu protagonista, além de dotar o Super Nintendo com uma nova saga de jogos de plataforma clássico de duas dimensões, algo quase extinto hoje (com exceção dos jogos Indie).

No Super Nintendo, foram três jogos: Donkey Kong Country, Donkey Kong Country 2: Diddy’s Kong Quest e Donkey Kong Country 3: Dixe Kong’s Double Trouble!. Esses jogos receberam versões para diferentes modelos de Game Boy, e o Nintendo 64 recebeu o Donkey Kong 64. No Wii, foi lançado Donkey Kong Country Returns, mais tarde disponível para o Nintendo DS, e para Wii U tivemos Donkey Kong Country: Tropical Freeze, re-editado tempo depois para o Nintendo Switch.

Todos os elogios são para os jogos protagonizados por Donkey Kong e família, o que fazem de Donkey Kong Country original um autêntico clássico, e o terceiro jogo mais vendido do Super Nintendo. Esse post é um “muito obrigado” pelos 25 anos de serviços prestados, marcando as nossas vidas para sempre.

 


Compartilhe