Dicas para comprar produtos recondicionados

Compartilhe

A compra de produtos recondicionados (restaurados, reformados, renovados, reparados…) pode ser sinônimo de grande economia, além de contribuir com a redução de emissão de resíduos eletrônicos na natureza. O mercado quer impor a obsolescência programada, fazendo com que um dispositivo não dure tanto como poderia (ou como era no passado).

O que o marketing tecnológico quer é vender novos dispositivos no menor período de tempo possível. Mas podemos driblar essa estratégia nefasta apostando nos produtos recondicionados.

 

 

 

O mundo dos produtos recondicionados

 

 

Aqui, várias categorias de produtos podem entrar no mesmo grupo. E, em linhas gerais, um produto recondicionado é aquele que foi devolvido poucos dias depois da compra, ou pode ser um produto com algum tempo de vida e que foi reparado por algum motivo para, depois, voltar ao mercado.

Também entram nesse grupo os produtos mais antigos que foram trocados em funcionamento para a compra de uma nova versão, e outros que não contam com acessórios originais, ou com pequenos defeitos que não impedem o seu pleno funcionamento.

Agora que sabemos (mais ou menos) o que é um produto recondicionado, vamos deixar algumas dicas a serem consideradas antes de comprar um produto dentro dessa categoria.

 

 

 

É um produto reparado? Ou uma devolução de uma caixa aberta?

 

Um usuário comprou um produto novo e devolveu sem uso porque não gostou dele. Esse produto não pode ser vendido como novo, mas sim como recondicionado. E esse é o melhor cenário possível para quem quer economizar, pois esse produto, na prática, é completamente novo.

 

 

 

Quem fez a restauração?

 

Se foi o fabricante original, tudo bem. Agora, se foi uma assistência técnica terceirizada, você pode pagar a mais por isso. Procure comprar produtos recondicionados pelo fabricante, pois assim o produto estará o mais próximo possível do estado de novo. Você pode detectar isso quando o produto contar com a certificação do fabricante, ou algo similar.

 

 

 

 

Inclui todos os componentes de um produto novo?

 

Muito provavelmente, não. Fones de ouvido (nesse momento, e até recomendado que não devolva, por questões sanitárias), cases e carregadores podem ficar de fora do produto recondicionado, e isso não é um problema, já que são apenas acessórios. Depende de você a opção em comprar novos ou usar aqueles que você já tem.

 

 

 

Tem garantia?

 

Produtos recondicionados devem ser vendido com algum tipo de garantia. O período dessa garantia vai depender do seu estado, mas precisa ter alguma garantia. Caso contrário, ele é um produto USADO, e o seu valor de mercado será bem menor.

 

 

 

 

Qual é o estado do produto?

 

Se o vendedor não pode dizer que é um produto novo, ele passa a ser ou recondicionado, ou usado. Muitas vezes vemos o slogan “como novo”, mas isso é algo muito submetido. Verifique quais reparações que o dispositivo teve que passar sempre que possível.

 

 

 

Qual é a política de devoluções?

 

Não compre um produto recondicionado se não for oferecida à você nenhuma política de devolução, a não ser que o desconto seja muito agressivo e você tem nervos de aço para arriscar. Tudo depende da confiança que você tem no provedor. Sempre vale a pena revisar o produto ao máximo, e ler com atenção as letras pequenas sobre as políticas de venda e devolução do produto.

 

 

 

 

O que não devemos comprar em estado recondicionado?

 

Tá, ainda depende de você, mas não recomendamos a compra de alguns tipos de produtos recondicionados, como fones de ouvido, teclados, discos rígidos ou SSDs que não permitem a restauração de fábrica ou com setores danificados, módulos de RAM e outros tipos de periféricos.

 

 

 

Produtos restaurados são sempre mais baratos?

 

Não. Não existe uma regra aqui. Alguns são ótimas ofertas, e outros são bem caros e/ou próximos de um produto novo. Faça uma boa comparação de preços antes de compra, e avalia se vale a pena comprar um produto da atual geração recondicionado ou uma unidade 100% nova da geração anterior do mesmo produto.


Compartilhe