Compartilhe

O Brasil vive uma fase de nascimento de novas operadoras de telefonia móvel com atuação nacional que tentam buscar a sua fatia de mercado ao se apresentarem como alternativas viáveis às grandes operadoras. A Contel Telefonia é mais uma empresa que vai se aventurar nesse segmento, e suas atividades no país estão previstas para começar em 1 de outubro.

A Contel Telefonia tem o mesmo objetivo de outras novas empresas que estão aparecendo no mercado brasileiro nos últimos meses: ser uma alternativa com melhor relação custo benefício para quem quer utilizar os serviços de telefonia e internet móvel com a melhor relação custo-benefício possível. Nesse caso, a nova operadora quer ir um passo além, com a proposta de acabar com alguns dos traumas do consumidor brasileiro no uso desses serviços.

Vamos ver nesse post o que a Contel Telefonia pode nos oferecer para economizar alguma grana na conta de telefone no final do mês e, nesse caso em especial, no consultório do psicólogo.

 

 

 

Os diferenciais propostos pela Contel Telefonia

 

A Contel Telefonia quer melhorar a relação do consumidor brasileiro com a operadora de telefonia móvel e com a relação custo-benefício com o serviço, e tem como o seu primeiro diferencial uma oferta de planos sem período de fidelidade, oferecendo assim a liberdade para o assinante em cancelar a qualquer momento o serviço, sem ônus nesse cancelamento.

Algo que é até justo. Afinal de contas, estamos ingressando em um serviço novo, que não sabemos como ele vai funcionar na cidade ou região em que vivemos. Se o serviço não atender as suas necessidades, você não precisa ser escravo de cláusulas de contrato para mudar de operadora.

Outro diferencial da Contel Telefonia em relação aos seus principais concorrentes é o acúmulo de franquia após o final de um ciclo de serviços contratados. Ou seja, os GBs de internet que não são utilizados naquele período contratado são automaticamente transferidos para o novo período adquirido pelo cliente.

Essa não é a reinvenção da roda, já que outras operadoras estão fazendo isso nesse momento. Mesmo assim, é uma iniciativa que é mais que bem vinda, que deveria ser o padrão de todas as operadoras de telefonia móvel em atividade no Brasil.

Você não será obrigado a renovar o seu pacote contratado todos os meses. Outro ponto de liberdade de escolha que a Contel Telefonia está oferecendo é a possibilidade do cliente contratar o seu pacote de serviços de acordo com a sua necessidade ou condições financeiras de momento. Na prática, seria o modelo de negócios do pré-pago com os benefícios de um plano pós-pago.

Uma vez que você não tem um prazo obrigatório para renovar o pacote de serviços, é possível programar melhor os seus gastos com telefonia móvel, utilizando efetivamente o pacote que você comprou, e não o período de tempo ou validade dos créditos ou pacotes contratados. Vejo isso como algo positivo, pois não é um modelo de negócio tão comum, e pode funcionar para Contel Telefonia, ajudando a diferenciar essa operadora das demais.

 

 

 

Como são os pacotes da Contel Telefonia?

 

Para funcionar em território nacional, a Contel Telefonia vai utilizar a rede da TIM para prestar os seus serviços de telefonia e internet, o que a qualifica como uma típica MVNO (Operadora Móvel Virtual), com a Surf atuando como a sua enabler. A seguir, os planos que serão comercializados pela operadora (todos os pacotes contam com validade de 30 dias e o uso do WhatsApp sem desconto da franquia):

3 GB + 100 minutos para chamadas = R$ 49,90
5 GB + ligações ilimitadas = R$ 59,99
7 GB + ligações ilimitadas = R$ 69,99
15 GB + ligações ilimitadas = R$ 94,99

Na prática, os consumidores podem trocar os seus pacotes de dados todos os meses, de acordo com a necessidade de momento para o consumo de dados, uma vez que a obrigatoriedade na renovação dos planos não existe. Dependendo da forma de pagamento escolhida e com a frequência de renovação dos planos, o cliente pode receber bônus de dados em seu pacote.

 

 

 

O que mais você precisa saber sobre a Contel Telefonia?

 

O atendimento da Contel Telefonia será feito por um call center em formato 24/7, e se o cliente assim desejar, pode realizar todas as principais configurações e solicitações de forma digital. Aqui, a operadora segue uma tendência de mercado que é o acesso a produtos e serviços via aplicativo, buscando assim uma maior aproximação com a geração digital e mais conectada.

A operador tem uma projeção de crescimento de alcançar 50 mil clientes até o final de 2020, e 1 milhão de usuários para o final de 2021. Para isso, além da proposta mais flexível de oferta de planos e serviços, a Contel Telefonia também vai criar um clube de vantagens com mais de 3 mil parceiros, que vai oferecer pontos e vantagens ao consumidor de seus serviços de telefonia e internet móvel.

 

 

 

Conclusão: Contel Telefonia vale a pena?

 

De novo (vou ser repetitivo nisso aqui): é difícil mensurar a qualidade de uma nova operadora de telefonia móvel sem testar o serviço de forma efetiva, mas vejo as propostas e objetivos da Contel Telefonia com bons olhos.

A ideia de não obrigar os usuários a renovar os seus planos, permitindo que cada cliente possa escolher aquele plano que é melhor para as suas necessidades de momento é boa, e oferecer pacotes acumulativos é a nova tendência do setor (deveria ser uma regra).

Oferecer minutos ilimitados e WhatsApp com zero rating virou algo de praxe, e a proposta para atendimento 100% digital via aplicativo também busca flexibilizar a relação cliente-operadora, e pode muito bem dar certo a longo prazo.

Seja bem vinda, Contel Telefonia. Espero que dê certo a iniciativa. Quanto mais concorrência o Brasil receber no segmento de telefonia móvel, melhor será para o consumidor em um sentido mais amplo.

 

Mais informações: Contel Telecom

 

 

Via Minha Operadora


Compartilhe