A Consumer Reports massacrou a nova geração do Surface, e repete a dose no Surface Book 2, se recusando a recomendar a compra do produto. Detalhe: a revista sequer avaliou o notebook.

Tudo aconteceu por conta de uma declaração de James McQueen, porta-voz da Consumer Reports, que afirmou que o Surface Book 2 estava condenado a receber uma resenha tão negativa quanto o seu antecessor:

 

“Avaliaremos o desempeno do Microsoft Surface Book 2 uma vez que ele estiver em nossos laboratórios no próximo mês para realizar os testes correspondentes, mas não poderemos recomendá-lo. Nossa decisão de reter nossa recomendação a todos os computadores portáteis e tablets da Microsoft ainda está vigente.”

 

A avaliação da última geração do Surface por parte da Consumer Reports foi pouco favorável, com a conclusão de compra não recomendada, tanto desse laptop como para nenhum outro produto similar fabricado pela Microsoft.

O motivo para a decisão foi a baixa confiabilidade de seus componentes e sua estabilidade, uma vez que os modelos dificilmente aguentariam dois anos sem apresentar algum tipo de falha, de acordo com a revista.

Vamos ver como a Microsoft vai responder a este posicionamento.

 

Via Benzinga