Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Como remover a marca d’água que alerta sobre um PC não compatível com o Windows 11

Como remover a marca d’água que alerta sobre um PC não compatível com o Windows 11

Compartilhe

A Microsoft consegue ser bem irritante quando quer.

A empresa está implementando uma marca d’água para sinalizar aqueles computadores que não são compatíveis com o Windows 11, nas versões do sistema operacional oferecidas por terceiros que normalmente burlam o chip TPM.

Como se a gente não soubesse disso. Afinal de contas, procuramos um software alternativo justamente porque não podemos usar a versão normal do Windows 11 nos equipamentos cujo hardware ainda funciona bem.

O gerenciamento da Microsoft sobre as restrições nas especificações técnicas do Windows 11 foi simplesmente caótico, e a gigante de Redmond quer lembrar todo mundo sobre isso.

Então, vamos oferecer para você mais uma solução sobre um problema que a Microsoft não precisava criar de forma alguma: essa maldita marca d’água na tela do sistema operacional.

 

O que a Microsoft aprontou dessa vez?

O aviso persistente aparece no canto inferior direito da tela do Windows 11, e é similar à mensagem que a Microsoft exibia nos computadores que instalavam o sistema operacional sem licença.

A mensagem indica que o equipamento não cumpre com os requisitos mínimos estabelecidos para a instalação do sistema operacional, e recomenda que os usuários verifiquem as suas configurações para obter maiores informações sobre o assunto.

Pelo menos em teoria, não existe outra solução para remover a mensagem, a não ser investir mais dinheiro em um novo computador que vai atender a todos os requisitos técnicos estabelecidos pela Microsoft, em um movimento que sinceramente considero bem nefasto.

Porém, diferente do que acontece com os computadores que não contam com uma licença válida do Windows, a mensagem não limita os recursos do sistema operacional, como funções avançadas e personalizações. O aviso só fica ali, irritando aquelas pessoas que contam com TOC ou bom senso estético.

Felizmente, é possível eliminar essa mensagem de forma relativamente simples, desde que você tenha a consciência de que vai modificar áreas sensíveis do Windows 11.

 

Como remover essa marca d’água dos infernos?

Antes mesmo de avançar na dica, eu deixo claro o recado mais importante de todos: você vai modificar o Registro de Sistema do Windows 11, que é uma área sensível do sistema operacional.

Se você vai tentar essa dica e não tem plena certeza do que está fazendo, eu peço encarecidamente que você faça um backup do Registro de Sistema do seu Windows 11, para que você possa restaurar essa parte do software em caso de problemas.

E independentemente de qualquer coisa, você vai fazer essa modificação por sua conta e risco. Eu não tenho nada a ver com isso, e só estou compartilhando a dica para tentar te ajudar na resolução do problema.

Agora que estamos devidamente conversados, vou compartilhar a dica para remover a mensagem do Windows 11 em sistemas com hardware incompatível:

  1. No quadro de busca do Windows 11, digite regedit para entrar no Registro do Windows, e execute esse item como Administrador, aceitando o indicador do controle de contras de usuário.
  2. Depois, abra a rota HKEY_CURRENT_USER e entre na pasta Control Panel.
  3. Agora, entre na pasta «UnsupportedHardwareNotificationCache», e clique com o botão direito na entrada «SV2» para selecionar o item Modificar.
  4. Por fim, altere o valor para «0» e clique em OK.
  5. Feito isso, basta reiniciar o computador para que as mudanças sejam confirmadas.

Dessa forma, a irritante marca d’água do Windows indicando que aquele computador não é compatível vai desaparecer. E quem sabe você encontra um pouco de paz de espírito na vida.

De qualquer forma, considere a possibilidade de investir em um novo computador se o seu equipamento possui alguns anos de vida. Não dá para ficar com um PC antigo funcionando bem por muito tempo, mesmo depois de algumas atualizações de hardware.

Agora, se o seu notebook tem um processador Intel Core de 7ª geração, mande a Microsoft pastar, e siga utilizando o Windows 11 por mais alguns anos. Você não é obrigado a se submeter aos mandos e desmandos da gigante de Redmond.


Compartilhe