Compartilhe

A evolução das baterias nos smartphones segue a sua marcha, mesmo que essa evolução não seja da forma que muitos gostariam que fosse. Enquanto esperamos por uma maior autonomia de bateria (pelo menos três dias longe da tomada), nos contentamos com uma recarga mais rápida (algo que pode danificar as baterias com o passar do tempo), ou baterias com recursos mais inteligentes, como a recarga sem fio.

Acontece que esses sistemas de recarga também estão evoluindo. Não falo apenas da recarga rápida, mas também da recarga reversa, onde o seu smartphone se transforma em uma powerbank para carregar outros dispositivos. O mesmo acontece com a recarga sem fio reversa, onde vários fabricantes decidiram implementar esse sistema em alguns dos seus dispositivos com especificações mais avançadas.

Acreditamos que essa é uma tendência de futuro, pois cada vez mais contamos com dispositivos móveis em nosso bolso, onde muitos deles já recebem a funcionalidade de recarga de bateria sem fio, como são os casos de alguns cases de fones TWS. Por isso, vale a pena você conhecer um pouco mais sobre essa tecnologia, e saber quais são os modelos que já contam com esse recurso.

Quem sabe você não acaba investindo algum dinheiro em um desses modelos (e nessa tecnologia embarcada) no futuro.

 

 

 

O seu smarpthone virou um carregador sem fio de bolso

 

 

Já que nem todos os smartphones contam com o recurso de carga rápida (por conta das limitações de hardware), também podemos dizer que nem todos os dispositivos do mercado contam com recarga sem fio, pelo mesmo motivo. Todo telefone que quer ter essa funcionalidade precisa ter um componente bem específico no seu interior, que é a bobina de indução eletromagnética.

Vamos falar um pouco sobre essa tal bobina.

A bobina eletromagnética é a responsável em converter a corrente elétrica em um campo eletromagnético e, por sua vez, converter esse campo de novo em corrente elétrica clássica. Nos sistemas de recarga sem fio convencionais, o carregador é o ativo e o smartphone é o passivo. O carregador gera o tal campo com a eletricidade que recebe da tomada e o telefone é quem recebe a energia para carregar na bateria, mas nem sempre isso funciona no caminho reverso. Em boa parte dos casos, essa é uma relação de mão única.

Agora, se o smartphone conta com um modo de recarga sem fio com uma bobina eletromagnética inversa, aí sim ele pode carregar outros dispositivos, já que o telefone em questão pode gerar campos eletromagnéticos ativos e emitir energia, e não apenas receber energia. Assim, tal e como acontece com os telefones que conseguem enviar energia para outros dispositivos via cabo USB, esses dispositivos também podem se transformar em baterias portáteis, mas recarregando outros dispositivos sem precisar de um cabo para conectar os dois gadgets.

Dito isso, se o seu smartphone conta com recarga sem fio inversa, ele não só recebe energia por contato, como também gera energia pelo mesmo método. Logo, podemos colocar o case de fones de ouvido sem fio junto à bobina e ele será recarregado. Por outro lado, quando você faz isso, o seu telefone (obviamente) vai perder autonomia de bateria. Logo, você faz uma escolha aqui: tem mais algumas horas para ouvir música, mas menos tempo de uso no dispositivo.

Isso mesmo: a recarga sem fio reversa é muito útil, mas quase sempre é menos potente do que a carga sem fio tradicional, além de cobrar um natural preço pela comodidade.

 

 

 

Dispositivos compatíveis com a recarga sem fio inversa

 

 

A seguir, apresentamos uma lista de smartphones que já contam com a recarga sem fio inversa e a potência que cada dispositivo pode emitir. Dessa forma, você fica sabendo o quanto que cada dispositivo pode recarregar outros dispositivos com esse método e, dessa forma, pode gerenciar melhor a funcionalidade (até mesmo para não ficar sem bateria no telefone no final do dia).

Huawei P30 Pro: 2,5W
Huawei P40 Pro: 27W
Huawei P40 Pro+: 27W
Huawei Mate 20 Pro: 2,5W
Huawei Mate 30: desconhecida
Huawei Mate 30 Pro: desconhecida
Motorola Edge+: 5W
OnePlus 8 Pro: 3W
Samsung Galaxy Note 10: 4,5W
Samsung Galaxy Note 10+: 4,5W
Samsung Galaxy Note 20: 4,5W
Samsung Galaxy Note 20 Ultra: 4,5W
Samsung Galaxy S10: 4,5W
Samsung Galaxy S10+: 4,5W
Samsung Galaxy S10e: 4,5W
Samsung Galaxy S20: 4,5W
Samsung Galaxy S20+: 4,5W
Samsung Galaxy S20 Ultra: 4,5W
Samsung Galaxy Fold: 4,5W
Samsung Galaxy Z Fold 2: 4,5W
Xiaomi Mi 9 Pro: 10W
Xiaomi Mi 10: 5W
Xiaomi Mi 10 Pro: 5W
Xiaomi Mi 10 Ultra: 10W


Compartilhe