Compartilhe

O Motorola Razr 5G nada mais é do que o smartphone da Motorola com tela dobrável… com 5G! É o dispositivo para quem quer ter um telefone pequeno e/ou principalmente para aquelas pessoas que gostam de algo diferente e chamativo.

Mesmo apresentando uma proposta diferente, ele é um inegável competidor para o recém apresentado Samsung Galaxy Z Fold 2, e bate de frente com o Galaxy Z Flip. Vamos ver o que ele pode oferecer a mais do que esses dois modelos.

 

 

 

Resistência aos usuários mais intensos

 

 

O novo Motorola Razr 5G tem construção de cristal e alumínio (série 7000), buscando ser mais resistente. O leitor de digitais agora está na parte traseira, disfarçado no logo do dispositivo. Algo mais condizente do que na parte inferior da tela, uma posição que complicava a vida de muitos usuários.

A dobradiça foi redesenhada e, segundo a Motorola, pode resistir até 200 mil aberturas/fechamentos, ou mais de 100 movimentos por dia durante cinco anos. A parte externa possui revestimento contra gotas de água, e o design “zero-gap” foi mantido. nem um cartão de crédito pode passar dentro dele enquanto a tela estiver dobrada.

 

 

O Motorola Razr 5G possui 85 cm cúbicos de volume, ou seja, é bem compacto e cômodo para ser utilizado e guardado no bolso.

No seu interior, encontramos uma tela dobrável de 6.2 polegadas, com uma resolução de 876 x 2142 pixels e 337 pixels por polegada de densidade. Ela recebe cinco capas para uma maior resistência ao movimento de dobra.

 

 

 

5G e uma câmera traseira ambivalente

 

 

O Motorola Razr 5G possui suporte para as redes de nova geração graças ao processador Snapdragon 765G, trabalhando com 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento. Sua bateria agora conta com 2.800 mAh, com suporte para a carga rápida TurboPower de até 15W. Inclui adaptador para fones de 3.5 mm no kit de venda e recebe um chip NFC.

Na parte fotográfica, a única câmera do Motorola Razr 5G conta com um sensor de 48 MP, com tecnologia Quad Pixel para agrupar em fotos de 12 MP, com estabilização ótica, sensor ToF para o foco e lente com abertura f/1.7.

A câmera principal também atua como câmera de selfies, com a ajuda da tela externa para pré-visualização. No seu interior (com o smartphone aberto), temos uma câmera frontal de 20 MP com Quad Pixel e abertura f/2.2).

No software, temos o Android 10 com a My UX como interface, que segue com as poucas alterações que já estamos acostumados a ver. O que é executado na tela externa se mantém na interna, sem interrupção de tarefas.

 

 

A Motorola considerou o feedback dos usuários do primeiro Razr e melhorou a tela externa do novo Motorola Razr 5G, mantendo as dimensões e a resolução, mas adicionando recursos de software para manejar a tela (que agora se chama Quick View).

Agora, é prometida uma maior comodidade e intuição para acessar as informações ou aplicativos desejados sem abrir o smartphone, com a ajuda de widgets e uma nova navegação por gestos. Uma nova barra de navegação na parte inferior emula os gestos do Android 10 para uma troca rápida de aplicativos, abrir a câmera ou ir para a tela inicial do dispositivo.

Nem todos os apps oferecem suporte para a tela externa (na verdade, nesse momento, apenas 8 aplicativos são compatíveis com a Quick View: câmera, mensagens, calculadora, Keep, Google News, Google Home e YouTube), mas outros estarão disponíveis no futuro.

 

 

 

Motorola Razr 5G: quanto custa?

 

 

O Motorola Razr 5G tem preço sugerido de 1.499 euros, e chega ao mercado durante o outono do hemisfério norte. Não há previsão de lançamento ou preços para o mercado brasileiro.

 


Compartilhe