WhatsApp

As novas tecnologias ainda são usadas para desinformar (infelizmente). Todos os dias vemos como o WhatsApp e o Facebook são fontes de notícias falsas, enviadas ou por acidente pelos usuários menos experientes, ou de forma maldosa, de quem só que disseminar a discórdia.

Como identificar as notícias falsas, e como lidar com elas? Pode ser um crime criar notícias falsas?

Esse post traz algumas respostas.

 

 

Verificar fontes oficiais

 

A primeira coisa a fazer é desconfiar da informação que você recebeu, mesmo que seja de gente séria. Busque fontes oficiais que podem esclarecer o tema.

 

Não… a Polícia não manda mensagens pelo WhatsApp

 

É óbvio que as forças de segurança não usam o WhatsApp para passar informações. Logo, descarte por completo quando alguém disser que recebeu mensagem da Polícia por essa via. E volte ao primeiro ponto: pesquise em fontes oficiais para confirmar a informação recebida.

 

 

Quebre a corrente

 

Mensagens falsas contam com padrões comuns. Contam com ortografia de baixa qualidade e sempre pedem que compartilhemos a mensagem com nossos contatos, algo que você jamais deve fazer. Pelo contrário: avise a pessoa que te enviou que esta é uma notícia falsa, e não promova a desinformação.

 

É crime criar notícias falsas?

 

Pode ser. Calúnia e difamação é crime, independente da via. Também pode ser considerado delito se essa falsa notícia disseminada tiver como consequências prejuízos de terceiros. Também é crime quando você mobiliza autoridades policiais e de segurança sem necessidade através de uma notícia falsa.

 

 

O senso comum é o melhor remédio (para tudo nessa vida)

 

A melhor coisa é usar o senso comum. Tem muita gente mal intencionada e com muito tempo livre, o que nos obriga a aplicar os procedimentos desse post para evitar que as notícias falsas se propaguem.